29 de maio de 2013

Esquemas de Montagem


Portal do Montador de Móveis
O tema “Esquema de Montagem” continua um desafio para a indústria moveleira sob diversos aspectos. Entre tantos, acreditamos que três deles sejam os cruciais que possam permitir uma valorização deste documento.
O primeiro de todos eles é a exigência do Cliente e utilização por parte do montador. Tomando em mente o manual de um automóvel, a planta de uma casa, até mesmo o manual de uma simples calculadora, celular ou brinquedo, quando comparamos os valores de compra destes produtos, obviamente que o móvel mereceria muito mais cuidado.
O esquema de montagem de um móvel é seu manual, precisa ser seguido e deve ser guardado, seja para posteriores remontagens, para solicitação de peças de reposição ou mesmo como certificado de garantia. O esclarecimento do consumidor e a conscientização e/ou profissionalização do montador reverteriam este primeiro aspecto de uma maneira bastante positiva.
Um segundo aspecto seria a visão do fabricante sobre o Esquema de Montagem como custo no produto. Obviamente que este fabricante não costuma avaliar o tempo gasto com telefonemas, e-mails, dedicação de seus profissionais com a identificação do produto bem como da peça descrita pelo cliente.
Sumarizando esses custos invisíveis, ficamos chocados com o potencial de minimização de problemas que um esquema de montagem bem elaborado pode proporcionar. Um estudo de profundidade mediana levado de maneira séria pelo fabricante eliminaria radicalmente o pensamento deste item como custo para o produto.
Terceiro aspecto e aqui podemos contribuir levantando uma bandeira. A obrigatoriedade da existência deste documento e sua respectiva padronização, exigida pelos órgãos regulamentadores do setor e de proteção ao consumidor.
Um esquema de montagem precisa seguir uma liturgia para considerar-se bem elaborado. Basicamente existem 2 tipos de esquema de montagem altamente difundidos entre os fabricantes.
  • Esquema de Montagem de vista explodida
  • Esquema de Montagem passo-a-passo
Em nosso entendimento, nenhum dos dois é o documento ideal, mesmo que o segundo seja mais abrangente que o primeiro. Nossa proposta consiste na combinação dos elementos presentes nestes dois materiais técnicos.
Desta maneira vamos detalhar os elementos mínimos necessários para a elaboração de um esquema de montagem funcional.
  1. Código do esquema de montagem
  2. Código e descrição dos produtos aos quais se aplica, lote de fabricação e controle de versão dos produtos do esquema.
  3. Características Técnicas do Produto - L.A.P., Peso Líquido, Peso Bruto e quantidade de caixas/volumes (n)
  4. Características técnicas dos volumes – identificação dos volumes (m) de (n), l.a.p., peso bruto e cubagem
  5. Nome e endereço da empresa e contato do SAC
  6. Vista do produto Final montado
  7. Vista explodida dos itens
  8. Tempo de montagem aproximado
  9. Ferramentas necessárias para a execução do trabalho
  10. Relação de peças do produto com quantidades e identificação dos volumes onde se encontram (Classificar com números)
  11. Listagem de ferragens e acessórios necessários e respectivas quantidades (Classificar com letras para diferenciar das peças). Representá-las graficamente.
  12. Representação esquemática do passo-a-passo no estilo de montagem horizontal. Visto que muitas vezes o móvel pode ser montado tanto na horizontal (deitado) como na vertical (em pé), onde este segundo é recomendado apenas quando existem restrições ao espaço de trabalho e movimentação. Fica facultativo representar o segundo método.
  13. Representações esquemáticas com chamadas dos detalhe durante o passo-a-passo para pontos críticos ou muito pequenos, de maneira a torná-los mais claros.
  14. Informações relativas à composição de matérias-primas do produto.
  15. Informações relativas à limpeza e conservação do produto.
  16. Identificação do responsável técnico pela elaboração do esquema. Nome do responsável ou simplesmente departamento de criação.
Diante do exposto apresentamos (no box lateral) a estrutura de um modelo ideal de esquema de montagem, provido de todos os elementos que consideramos imprescindíveis. Independente do layout adotado, todos os elementos listados devem estar presentes. Mais além, legalmente, deveria existir de maneira compulsória a exigência dos mesmos, bem como a própria existência do esquema de montagem. Sua disponibilidade na língua do cliente seria obrigatória para a comercialização do produto.


0 comentários:

Postar um comentário