Montagem de Móveis Corporativos e Residenciais em diversas cidades do Brasil
Telefone Orçamento Montagem de Móveis Residenciais e Corporativos - Ligue Já Contrate um Montador POM - Click ou Toque para visualizar os telefones de orçamento por localidade.
 

11/30/2013

MDP e MDF: Móvel de madeira reconstituída, entenda a diferença entre os dois materiais

MDF e MDP possuem diferenças técnicas de usinagem que permitem mobiliários com design mais elaborado quando a matéria-prima é o MDF

Portal do Montador de MóveisIniciando este post, vamos primeiramente esclarecer o significado dessas duas siglas, tão conhecidas no segmento moveleiro porém distante do conhecimento de alguns consumidores.

MDP é a abreviação de Medium Density ParticleBoard (Chapa de Partículas de Média Densidade) enquanto que MDF é a abreviação de Médium Density FiberBoard (Chapa de Fibras de Média Densidade).

Desta maneira, as palavras Partículas e Fibras, definem dois processos de fabricação das chapas de madeira reconstituída amplamente utilizadas na fabricação dos móveis seriados e planejados.

Tecnicamente falando, não existe uma grande superioridade do MDF em relação ao MDP em termos do material em si. Acontece que o MDF permite a usinagem geométrica da chapa de madeira reconstituída, fato não aplicável ao MDP. Falamos de curvas, rebaixos, perfís especiais e outros detalhes de usinagem necessários na obtenção de designs não admitidos nas linhas retas existentes nos móveis de MDP.

Dada tal diferença técnica, podemos assim dizer quo o design dos móveis em MDF são mais criativos que os existentes nos móveis em MDP e isso reflete mais acentuadamente a diferença de preço entre os dois tipos de produto, além da chapa de MDF já ser mais cara que a de MDP.

Alguns clientes dizem que os móveis de MDP "esfarelam", mas isto é uma informação histórica distante nos móveis fabricados com aglomerados no passado, onde falhas de aplicação, acessórios e acabamentos eram na verdade os responsáveis pela aversão ao produto. Com a tecnologia atual, desde que bem aplicada, não existe mais este tipo de questão.

O sucesso do MDP e do MDF frente à madeira natural vai além da questão preço e disponibilidade. Ecologicamente falando, está ficando fora de moda em um mundo de recursos ambientais cada dia mais limitados, construir um móvel de madeira maciça, assim como pega mal usar um casaco de peles. Então, á ideia do chique vem dia-a-dia dando lugar a ideia do ecologicamente correto.

O MDP é constituído por um colchão de tripla camada de partículas de eucalipto ou pinus, impregnadas de resinas especiais e aditivos e submetidas à prensas de alta pressão responsáveis pela compactação da chapa. As duas camadas externas do colchão possuem partículas de granulometria mais fina, orientadas ao acabamento superficial e a camada interna possui granulometria maior orientadas à estabilidade dimensional.

O MDF é obtido pela transformação de troncos de madeira de eucalipto e pinus em extensas fibras de madeira, obtidas por discos que diferente dos trituradores de partículas utilizados no MDP, conseguem extrair os fios de fibra da madeira, que quando combinados com a própria resina existente na madeira original somada a outros aditivos, confere um resultado mais homogêneo à chapa de fibra.

Dados processo mais elaborado e homogeneidade superior, temos aí os dois grande diferencias da superioridade do MDF em relação ao MDP no tocante à metodologia de fabricação. Portanto, sua maior aceitação pelo consumidor morfologicamente falando, reflete em um produto de maior compatibilidade e similaridade com a madeira natural em termos de manuseabilidade.

0 comentários:

Postar um comentário