Montagem de Móveis Corporativos e Residenciais em diversas cidades do Brasil
Orçamento montador de móveis POM
 

3/23/2014

Embalagem voltada ao eCommerce: A importância de se investir em projetos

As atividades crescentes do eCommerce no segmento moveleiro esbarram em problemas de embalagem

Portal do Montador de Moveis
Já não é de hoje que o setor moveleiro reluta nos investimentos relativos à embalagem de produtos, ora pela falta de uma boa análise do custo x beneficio, ora pela falta de um olhar clinico no tocante aos altos desperdícios gerados em assistências técnicas decorrentes do uso de embalagens desqualificadas.

Dentro deste contexto, a maioria embala seus produtos gerando assim alto potencial de quebras no transporte, sem contar as quebras oriundas de toda movimentação que o produto percorre até chegar na casa do cliente.

Vejo que tudo começa pelo projeto, é preciso entender que não basta desenvolvermos um bom produto  que remeta a números altíssimos de venda. Não resolve também ter um fluxo produtivo maravilhoso com altos índices de produtividade se na hora de se projetar o invólucro que protegerá o móvel até seu destino final, pecar ao não pensar em todo o percurso que esse produto genial fará até o cliente.

Julgo importante ressaltarmos aqui algo que muitos estão se esquecendo...A definição pura e simples de uma embalagem e sua finalidade. É preciso compreender então que embalagem são todos aqueles materiais utilizados para envolver, conter, proteger, movimentar, entregar e apresentar mercadorias desde sua origem até o consumidor final, assegurando a integridade e a qualidade de seu conteúdo.

Por essa definição já se pode ter uma boa ideia da tamanha importância que uma embalagem tem no contexto de um bom produto, mas vamos olhar para um outro parâmetro ainda mais preocupante, o e-commerce. Alguém já parou para pensar o quanto o setor moveleiro está atrasado nesse mercado crescente do comércio eletrônico?

Pois bem, quando digo atrasado é justamente porque vejo ainda a deficiência existente não somente na forma como esse mercado vem sendo explorado inadequadamente pelas indústria de móveis mas também pela deficiência na linguagem das embalagens desenvolvidas.

Absorver assistência técnica causada por avarias decorrentes de um projeto de embalagem inadequado, há mais de 20 anos é comum e aceitável nesse setor. Observem que tais perdas do setor moveleiro, seriam impraticáveis no segmento metal-mecânico por exemplo, que agrega maior valor e tecnologia à matéria-prima.

Se no comércio tradicional as embalagens já são deficientes no tocante ao acondicionamento, no comércio eletrônico, que exige requisitos superiores para chegar intacto ao seu destino final com boa imagem, o problema só tende a agravar-se.


Normas técnicas já existem nesse sentido, porem poucos estão adequados às mesmas. É preciso que a indústria visualize de uma vez por todas que a embalagem de um móvel deve ser pensada e implementada como embalagem de proteção e embalagem de venda simultaneamente.

Proteção, para resguardar o produto de todas as maneiras e de Venda para que valorize a imagem de um produto bem elaborado e confeccionado com responsabilidade e aliada a uma consciência ecológica respeitosa.

A embalagem é fundamental nos processos logísticos de qualquer setor da economia ao viabilizar a otimizção, a ocupação de espaços e facilitar o manuseio nas etapas de transporte, armazenagem e distribuição. É imperativo que uma embalagem seja desenvolvida observando os seguintes aspectos:

  • Aspectos técnicos, produção e funcionalidade 
  • Aspectos regulatórios, legislação e certificações 
  • Aspectos estéticos 
  • Aspectos ambientais 
  • Aspectos mercadológicos e econômicos 
O empresário precisa urgentemente entender que ao investir em uma boa embalagem tem-se um ganho em toda a cadeia de produção, distribuição, venda e consumo do produto em questão. Uma citação muito interessante que achei em minhas leituras e reflexões foi a de Helio Moreira diretor da NewGrowing Design & Branding.

"A embalagem é um fator que complementa a marca e, por isso, precisa comunicar ao consumidor a sua identidade. Este fator é fundamental”.

Ele ainda complementou com essa outra citação....

“A embalagem não pode ser tratada apenas como um insumo ou um elemento secundário na composição do produto. Para o consumidor, ela é ao mesmo tempo uma expressão e um atributo do conteúdo”.

Logo, para um bom entendedor...Que todos pensem bem a respeito!!! Quanto vale investir em uma boa embalagem em seus produtos?


Uma excelente semana a todos!


Este post foi gentilmente elaborado por Adélia Covre, especialista em marketing e design no setor moveleiro.

0 comentários:

Postar um comentário