Montagem de Móveis Corporativos e Residenciais em diversas cidades do Brasil
Telefone Orçamento Montagem de Móveis Residenciais e Corporativos - Ligue Já Contrate um Montador POM - Click ou Toque para visualizar os telefones de orçamento por localidade.
 

4/01/2014

Orçamento, Contratação, Montagem, Inspeção, Aprovação e Pagamento. Pratique corretamente as etapas da rotina.

O montador de móveis precisa praticar os procedimentos fundamentais do prestador de serviços e assumir seu profissionalismo.

Portal do Montador de Móveis
Começamos este post alertando sobre a mais desnuda realidade do mundo profissional, a de que numa relação comercial típica cliente/fornecedor existem espinhos...e são muitos.

O ser humano é sociável e precisamos assim construir relacionamentos produtivos, o que nos difere em termos de habilidades e capacidades. Tal fato nos torna necessários uns aos outros, muitas vezes quase como únicos, quando somado a isso existem os aspectos interpessoais da confiança e da afinidade.

Dentro desta situação hipotética da teoria das organizações, descemos ao mundo dos mortais onde tudo acontece. Aqui encontraremos para nosso universo tipificado, o montador de móveis e seu respectivo cliente.

Observando o dia-a-dia deste contexto, constatamos que a prestação de serviços da montagem de móveis (nosso caso) é na verdade um processo regido por certos procedimentos fundamentais, distribuídos em uma sequência lógica. Cabe ressaltar que outros procedimentos secundários não serão aqui considerados neste momento, para que possamos concentrar nosso foco no essencial.

A prestação de serviços precisa seguir suas etapas básicas de maneira DOCUMENTADA, sob pena de que sem tais cuidados, o cliente SEMPRE terá razão, apesar de já tê-la em teoria, pelo simples fato de ser O CLIENTE.

O prestador de serviços precisa assegurar de maneira profissional as evidências de seu desempenho e somente assim será respeitado e reconhecido profissionalmente. Então vamos aos fatos.

Tudo nasce de um contato inicial geralmente através de telefone ou chat. Pois bem, estamos falando do primeiro elo da corrente, o ORÇAMENTO. É preciso entender as necessidades do cliente, para isso pode inclusive ser necessária a avaliação "in loco" (presencial) e isto pode ocasionalmente ser cobrado dependendo da situação, a visita técnica.

Neste momento, o montador de móveis precisa entregar impreterivelmente POR ESCRITO, a discriminação do serviço a ser executado e seu respectivo VALOR, cabe ao cliente aceitá-lo ou não. Mudanças de valor após a negativa são péssimas profissionalmente falando, ou seja, não faça seu cliente de idiota, ele aprende rápido!

Aprovado o orçamento, podemos dizer que existe informalmente um CONTRATO de trabalho, onde cada parte já conhece bem seu papel dentro da relação cliente/fornecedor. Combinados os detalhes de local, data e horário, o contrato precisa ser HONRADO, salvo algum acontecimento excepcionalmente grave ou justificável de ambas as partes.

Prosseguindo em nossa sequência lógica, neste momento ocorre a MONTAGEM do produto, a prestação de serviços propriamente dita. A parte mais importante, porém a parte operacional (sem caráter administrativo).

O passo seguinte, a INSPEÇÃO, é fundamental para que o montador de móveis verifique o resultado de seu trabalho antes de declará-lo como finalizado. Aqui convém, com a autorização do cliente, FOTOGRAFAR o produto, esta é a prova da execução de seu trabalho.

Concluído o mesmo, é chegado o momento da APROVAÇÃO por parte do cliente, talvez aqui esteja o grande pecado cometido pelo montador de móveis, é preciso ter um DE ACORDO formalizado POR ESCRITO da parte do cliente, ele é fundamental na solução de problemas de relacionamento futuros. Podem estar certos de que poupará energia vital e troca de acusações das partes no caso de eventual discórdia.

Chegada a hora da finalização do contrato de trabalho, o PAGAMENTO, que deve ser justo pelo que foi desempenhado. Aqui também muitos montadores insistem em um erro comum. O ideal seria a emissão da nota fiscal, porém ainda estamos distante deste mundo ideal. Mesmo assim, é imprescindível que seja entregue ao menos um RECIBO pelos serviços prestados. Esta é a garantia por parte do cliente de que ele também esta quite com suas obrigações contratuais.

Lembramos ainda que dentro das atividades secundárias, existe um eventual retorno à casa do cliente para solução de detalhes, sendo que como existe a aprovação anterior do trabalho, ou seja, falamos de garantia e cortesia.

O que desejamos ao finalizar este assunto, é apresentar de uma maneira clara os passos que um prestador de serviços, em nosso caso um montador de móveis, precisa seguir para evitar desgastes pessoais e até mesmo jurídicos em seu universo profissional.

Então para concluir, faça seu Talão de Orçamentos, seu carimbo para o DE ACORDO do cliente a ser assinado e datado por ele nas costas do Orçamento (como comprovante que o serviço está APROVADO e concluído) e ainda seu Talão de Recibo, para que o cliente também tenha suia garantia de que não é devedor de mais nada.

Dentro deste ambiente profissional, podemos assegurar que ao menos 80% dos problemas de quebra contratual que recaem em boletins de ocorrência, acusações formais e demais queixas, simplesmente deixarão de existir. Seja profissional, siga o roteiro que sua profissão EXIGE e trilhe assim um caminho com mais flores e menos espinhos!

Sucesso...

0 comentários:

Postar um comentário