Rede de Montagem e Assistência Técnica POM

O cliente espera um bom serviço, não está interessado em assuntos paralelos. Não diminua o produto, nem o profissional anterior, caso exista um.

Portal do Montador ME - Anúncios de Montadores

PortaL do Montador ME - Montador, anuncie em espaço prático, dedicado exclusivamente à divulgação de serviços de montagem de móveis em todo o Brasil.

Montador de Móveis Credenciado POM Brasil

A realização de um bom trabalho vai além do resultado final. Um profissional de sucesso realiza suas atividades com cuidado, organização e planejamento.

Montadores de Móveis Profissionais

A boa montagem nasce de um projeto bem feito, matérias-primas adequadas, processos de fabricação padronizados e principalmente de um montador de móveis capacitado.

Montagem, Desmontagem e Remontagem de Móveis

O consumidor precisa aprender a distinguir montadores de móveis profissionais e montadores de móveis eventuais. Por melhor que seja o produto, corre-se o risco de danificá-lo.

Montagem de Móveis Corporativos e Residenciais em diversas cidades do Brasil
Orçamento montador de móveis POM
 

5/08/2014

Móveis Multifuncionais: Direcionando o Produto na indústria moveleira para o conceito dos espaços reduzidos

Os Móveis Multifuncionais SERIADOS são a solução viável aos pequenos apartamentos (por Adélia Covre)

Portal do Montador de Móveis
Utilizo hoje este espaço gentilmente cedido pelo Portal do Montador para falar de um assunto que vem me preocupando intensamente e ao qual tenho dedicado profundo estudo diário já há alguns meses.

O novo conceito de espaço em moradias de regiões metropolitanas, surgido poucos anos atrás no período pós crise imobiliária de 2008, mais especificamente em Nova York.

Lembro-me que em dois posts passados neste mesmo espaço, falei claramente sobre o conceito do Combo Bedroom (um quarto com diversas funcionalidades), onde procurei explicar sua proposta, sua aplicação e viabilidade, bem como a deficiência existente em nosso mercado no tocante a ferragens com preços acessíveis para viabilização do desenvolvimento deste tipo de mobiliário na indústria seriada.

Passados três meses da exposição de meus estudos e pesquisas, vejo que o mercado está clamando ainda mais fortemente por mudanças na linguagem do móvel. Vejo também que assim como eu, outros profissionais de visão, vem procurando chamar a atenção do empresariado do setor moveleiro, através de posts e até mesmo projetos de decoração de interiores, na tentativa de fazer despertar a todos os envolvidos o momento atual e a carência de produtos para este contexto.

Torna-se inconcebível fecharmos nossos olhos para o que vem acontecendo no setor da construção civil. Insisto nesse ponto, a linguagem do design do móvel e consequentemente da cadeia moveleira, necessita de mudanças emergenciais caso queira permanecer sadia no mercado.

Estamos diante de milhares de apartamentos e casas entregues pela construção civil nos últimos dois anos, onde não existe disponibilidade alguma de mobiliário seriado com funcionalidade ou design adequado para esse tipo de conceito de espaço altamente restritivo e limitado. Não é por falta de bons profissionais, falta produto e a marcenaria é a única solução.

Em meu ponto de vista, está faltando ousadia por parte da indústria moveleira bem como visão, pelo lado do fabricante de ferragens. Estamos diante de  um novo nicho  de enormes proporções, aberto diante dos olhos de todos, como uma mina de ouro descoberta à espera de seu explorador.

Minha pergunta é simples: Onde estão os marketeiros e designers que não direcionaram ainda a indústria moveleira para esse caminho?

É preciso sair da zona de conforto e OUSAR!!! Obviamente que é necessário deixar algo claro aqui....

A ÚNICA verdadeira e honesta solução para ambientação de espaços reduzidos passa OBRIGATORIAMENTE pela utilização do conceito de móveis multifuncionais, não adianta oferecer algo maquiado!

Toda funcionalidade de uma ambientação, inicia-se pela adequação do projeto do móvel. Logo, torna-se impossível  não pensarmos no real significado da funcionalidade do projeto que se resume em atender a todas as conformidades, não somente as exigidas por normas técnicas mas as necessidades de quem os utilizará.

É exatamente a este ponto que me refiro quando digo que a indústria anda na contra mão dos fatos, não estando focada no cliente de hoje, em suas novas necessidades e anseios no tocante  ao novo conceito de moradia disponibilizada pelo mercado da construção civil, falamos de SOLUÇÕES e esta palavra só existe porque foi gerada por outra, PROBLEMAS.

Segue outra frase de efeito:

O VALOR de um negócio está em oferecer SOLUÇÕES que atendam a NECESSIDADE dos CLIENTES. Não cabe virar as costas para ele oferecendo o que nos é mais cômodo.

Encerro este post fazendo um apelo aos que produzem ferragens e acessórios para o setor moveleiro, que é preciso atingir um público alvo que não é capaz de pagar o preço de produtos CONCEITO hoje disponíveis.

PARCERIA!!!

Através dela disponibilizaremos projetos de móveis multifuncionais para a indústria moveleira seriada. O RESULTADO virá da vontade em AJUDAR consumidores que precisam das já citadas SOLUÇÕES.

Antes de me despedir, preciso ressaltar no Portal eMobile a excelente prestação de serviço para o setor moveleiro (com a qual compactuo) sobre os Móveis Multifuncionais Seriados, feita por meu amigo particular de longa data.


Grata pelo espaço

Adélia Covre

5/06/2014

Currículo: O Profissional de carteira assinada precisa valorizar seus diferenciais

O Montador de Móveis que deseja fazer o caminho inverso (voltar a ser funcionário) deve preparar seu currículo profissional de maneira atraente

Portal do Montador de Móveis
Não costuma ser um caminho habitual, mas alguns montadores de móveis após certo tempo na rua, vivendo como autônomos, resolvem reingressar no trabalho de carteira assinada.

Para estes que assim desejam, existem alguns procedimentos muito importante a serem observados. Inicialmente, talvez o fator mais importante seja a questão do horário de trabalho. Normalmente as lojas conseguem oferecer um conforto maior neste sentido, visto que não costumam existir jornadas de trabalho noturnas, como é o caso do montador autônomo, que comparece no horário que o cliente deseja.

Outro ponto de interesse é a possibilidade de tirar férias, coisa rara para quem faz o próprio sustento. Mas neste post indicamos algo relativamente bem mais importante que estes dois aspectos citados como atrativos profissionais, falamos do salário e de como ele será negociado.

Neste momento entra em cena algo fundamental. Obviamente que um montador exemplo, com 5 anos de experiência de montagem, provavelmente não aceitaria entrar como montador nível básico no salário inicial, mas para isso é necessário COMPROVAR sua experiência. Algumas lojas fazem o teste da montagem com ordens de serviço (fichas) do dia e depois ligam para o cliente ou mandam um supervisor avaliar o resultado, comprovação na prática.

Porém tudo poderia ser mais simples se o montador tivesse o hábito de fotografar os serviços chave (aqueles mais complicados) e guardar o telefone do cliente, que poderia (o que raramente acontece), ser inclusive consultado para comprovar a experiência deste profissional montador.

Então alguns devem estar se perguntando...Ah, mas currículo para montador de móveis não funciona! Aí é que os senhores se enganam MUITO e a situação é GRAVE. O pessoal do RH, assim como vocês,  sabe muito bem que o que vale é a prática, mas entre dois montadores habilidosos, podem apostar que aquele com um currículo bem elaborado tem 99,99% de chance de ser o escolhido.

Isto porque de certa forma entende-se que ele é melhor preparado no quesito escolar e isto conta  muito, pois teoricamente tal fato vai ajudar preencher as fichas já citadas com maior qualidade, pelo simples fato de entender-se que ele domina melhor a língua portuguesa.

Deixando-os convencidos destes argumentos poderosos chega a hora de elaborar o currículo, mas o que colocar?

Aqui está o grande segredo, precisa atender às necessidades do contratante e tudo conta pontos. Ter carteira de motorista é bom, deve ser informado. Domínio de informática é uma grande vantagem, pois algumas lojas podem mandar as Ordens de Serviço até por e-mail.

O montador precisa deixar bastante claro quais são seus pontos fortes tanto na montagem quanto na parte comportamental. As lojas gostam e valorizam que não pisa na bola na questão do horário, tem que ter confiabilidade.

Outro ponto importante e tão pouco explorado, o zelo pelo material e pelas ferramentas, isto pode ser valorizado em seu currículo, a loja gosta de montador cuidadoso. Continuando com os diferenciais, um montador que declara no currículo que não bebe e não tem vícios, pode ser favorecido em uma seleção de pessoal.

Outro ponto valorizado, o conhecimento da cidade e das imediações, isto facilita demais a distribuição do serviço. Pessoalmente já vi montador ser promovido para supervisor exatamente por conhecer a região e ser capaz distribuir o serviço da equipe de maneira lógica e eficiente, muitas vezes até melhor que o sistema (que muitas vezes não utiliza itinerários de metrô ou linhas de ônibus na montagem dos roteiros).

Durante nossa explanação neste post, o montador de móveis começa a perceber que é obvio que a loja precisa de quem saiba montar bem, mas isso é apenas o começo, alguns dos pontos levantados serão observados na seleção dos que passam para a fase de entrevistas ou nos diretamente escolhidos.

Durante a elaboração de seu currículo, pare para pensar, pois encontrará outros diferenciais além dos que citamos. Claro que nosso desejo é que o montador autônomo continue trilhando um caminho bem sucedido, mas para o caso da vontade ser contrária a isto, ficaram aqui boas dicas de um currículo atraente.

Sucesso a todos!

5/05/2014

Móveis para Escritório (Corporativos): Detalhes de montagem que fazem a diferença!

Móveis Corporativos, os escritórios evoluem e assumem formas ousadas e dinâmicas em uma aposta nada convencional

Portal do Montador de Móveis
Quando falamos de Móveis Corporativos muitos não imaginam a proporção de informações existentes dentro deste tema, a primeira ideia que se apresenta são os móveis para o escritório tradicional, uma parcela importante deste tipo de mobiliário, mas não a única.

Abordando um pouco mais de perto o assunto, dentro dos móveis para escritório existem subclassificações quanto ao uso. Por exemplo os móveis específicos para Call Centers, as famosas ilhas de atendimento, que diferem bastante do escritório convencional inicialmente imaginado formado por armários, escrivaninhas, mesas, cadeiras, arquivos e módulos variados.

Seguindo dentro desta subdivisão, temos ainda móveis para refeitórios, para anfiteatros e áreas de convivência, móveis específicos para salas de treinamento e reuniões, somadas a estas temos ainda diversas outras aplicações executivas ou operacionais. Citamos também as divisórias para escritórios que fazem aqui parte dos móveis corporativos e adicionalmente as recepções, lugar de forte aposta dos decoradores e arquitetos, por ser um local sempre em destaque e evidência dentro da corporação, o famoso cartão de visitas do negócio.

Este tipo de mobiliário anos atrás extremamente sóbrio e conservador, vem ousando através de novas propostas arquitetônicas que trabalham novas cores, texturas e designs, apesar de manter o foco fundamental na ergonomia necessária ao exercício profissional objetivado. Dentro da área de escritórios voltados ao mercado de tecnologia e internet, temos visto até mesmo salas com painéis decorativos de heróis da Marvel por exemplo. Neste caso, o que vale é passar uma imagem de modernidade bem como fazer os usuários dos espaços sentirem-se mais integrados a eles.

O grande recado que desejamos passar aos montadores de móveis é que observem com mais carinho algumas imagens disponíveis aqui mesmo na internet que trazem estes espaços de trabalho por assim chamados, pois fica até complicado chamá-los de escritórios, dada a ousadia de alguns deles.

Torna-se importante para o montador de móveis que ele comece a observar estas nuances que tomam forma mais evidente a cada novo dia e que montar móveis corporativos já não é e nem será o mesmo "feijão com arroz" de anos atrás.

Preparem-se para novos encaixes, novas montagem e apreciem o aumento do alumínio, do vidro e muitos espelhos nestas composições. Somado a isso, outros materiais menos evidentes também começam a participar do conjunto da obra, couro, tecidos e afins. Novas tecnologias presentes em divisórias especiais de isolamento acústico e uma infinidade de novidades vem sendo alimentada neste mercado nos últimos anos.

Quem achava o gesso acartonado uma revolução, encontra-se hoje bastante defasado. Os escritórios modulam-se em paredes de drywall e divisórias que precisam ser dominadas pelo montador de móveis, existem buchas e parafusos especiais para este novo cenário de aplicação. Fixar um nicho em um local como o descrito, pode ser um desastre para o montador que chega com uma bucha convencional em mãos.

O montador de móveis precisa então observar que ao menos nos móveis corporativos, aquela ideia de montar apenas peças de mdf ou mdp, vem diminuindo à cada dia. Então é importante estar antenado, aprender a usar a Tec Bond, o Silicone, as massas de estucagem, a espátula e outros recursos que não fazem parte do mundo da montagem de móveis residenciais convencionais ou modulados. Está claro que montar móveis corporativos exige mais...alguns montadores simplesmente desistem de participar deste segmento (cujo retorno financeiro é maior, diga-se de passagem).

Apenas para recordar alguns conceitos já passados, classificamos os móveis em:
1) Móveis Convencionais (Individuais)
2) Móveis Modulados (componíveis)
3) Móveis Corporativos
4) Móveis Planejados
5) Instalações Comerciais

E os montadores de móveis em:
1) Montador de Móveis Convencionais
2) Montador de Móveis Modulados
3) Montador de Móveis Corporativos
4) Montador de Móveis Planejados
5) Montador Marceneiro (o top da montagem)

Repetimos aqui a classificação para deixar claro que quando falamos e móveis corporativos, não estamos ainda falando de instalações comerciais (pontos comerciais e lojas que envolvem instalação de fachadas e finalizações intensas no local). Embora para muitos este conceito não tenha uma divisão imediatamente tão clara quando observa-se o produto, acaba fazendo um maior sentido quando observa-se os diferenciais da montagem de ambos.

Evoluindo um pouco este conceito, os móveis corporativos não estão intensamente integrados ao ambiente como as instalações comerciais, que chegam a se confundir com a própria loja ou ponto comercial em si. As instalações comerciais podem ser vistas como um capítulo à parte dentro da montagem, na verdade mais próximas dos móveis planejados do que dos corporativos.

Não faz sentido falarmos sobre montadores de instalações comerciais, visto que participam desta montagem além de montadores de móveis, outros profissionais tais como vidraceiros, eletricistas, instaladores de totens e letreiros luminosos, decoradores e paisagistas, vitrinistas e complementarmente alguns outros profissionais nem citados, de acordo com a característica de cada tipo de instalação.

Estaremos assim tratando as instalações comerciais em um post exclusivo. Enquanto isso, reforçamos que o Portal do Montador é especialista na MONTAGEM DE MÓVEIS CORPORATIVOS, atendendo empresas em todo o Brasil.


Sucesso à todos!


5/04/2014

Planejados, Modulados ou Convencionais: Os móveis residenciais precisam estar integrados funcionalmente ao ambiente


O mobiliário residencial possui basicamente três opções: Planejados, Modulados e Convencionais


Portal do Montador de Móveis
Mobiliar uma residência vai muito além de deixá-la bonita ou adequadamente decorada utilizando todos os espaços tecnicamente disponíveis.

O ato de mobiliar um ambiente passa também por dois aspectos fundamentais que são, a funcionalidade proposta ao ambiente e as características pessoais ligadas ao proprietário ou público final deste espaço físico em questão.

Basicamente falamos de ações desenvolvidas por arquitetos e designers de interior, pessoas qualificadas e treinadas para enxergar as necessidades de seus clientes em diferentes dimensões da usabilidade do mobiliário.

Um simples exemplo, falando de ambientação, os aspectos culturais precisam estar relacionados à área destino do projeto de decoração e principalmente do projeto arquitetônico. Pedimos aqui que o montador de móveis aprenda a respeitar o trabalho destes profissionais de uma maneira profunda.

É verdade que a maioria deles não sabe colocar um parafuso em uma parede, mas não é isto o que importa e sim a capacidade de construir mentalmente um ambiente com características correlacionadas a um tema ou propósito previamente definido, o "briefing de criação".

Dentro do universo do mobiliário decorativo, as soluções são basicamente variantes de móveis planejados que adaptam-se de maneira mais efetiva a um determinado conceito idealizado. Porém, não vejo como pobreza de espírito e sim como capacidade de raciocínio a utilização de móveis modulados ou convencionais como variantes do tema proposto, em complementação ou até mesmo substituição dos móveis planejados para o ambiente previamente definido.

Verdade seja dita, com a redução de espaço dos imóveis, tem-se tornado mais simples (porém mais caro), trabalhar exclusivamente com móveis planejados. As marcenarias constituem um segmento que tem vivido um forte aquecimento nos últimos 10 anos em função da demanda dos grandes centros metropolitanos e da diversidade de lançamentos imobiliários.

Pode ser que agora em 2014 e 2015 os novos imóveis sejam oferecidos em taxas menores, mas existe apesar disto, muito a ser mobiliado dentro do mercado. Basta imaginar que alguns moradores destes novos imóveis encontram-se atualmente com soluções provisórias de mobiliário até que possuam um maior conforto financeiro para mobiliar adequadamente seus respectivos espaços.

Talvez o montador de móveis possa achar este post bastante técnico mas ele não é. Tentamos simplesmente traçar um cenário sobre a importância dos profissionais que acabam definindo como será o trabalho de um montador de móveis. Então é fundamental entender todo este contexto antes de formar uma opinião sobre os móveis escolhidos pelo cliente.

Não basta olhar se existem soluções melhores ou não, é preciso analisar o momento econômico, o gosto a cultura e os planos futuros deste cliente. Precisamos ser humildes o suficiente para entender que sabemos montar, mas existem outros profissionais que estudaram outros aspectos deste mobiliário.

Dentro deste dilema entre o tipo de móvel a se escolher, adaptativamente os móveis planejados sempre levarão vantagem sobre os demais. Os convencionais acabam via de regra sendo a solução mais econômica. Colocando-se no centro desta disputa temos os móveis modulados, nem tanto o céu nem tanto a terra. Mas isto não é uma regra de ouro imutável.

Para concluir, existem montadores qualificados e capacitados para os diferentes estilos de mobilário. Isto sim faz a diferença quanto o assunto chega em sua definição mais importante, o resultado e o acabamento desejados e imaginados para todo um projeto de vida. Senhores, é aqui que precisamos concentrar nossos esforços e conhecimentos mostrando nosso valor, os passos anteriores deixemos para profissionais que se prepararam para isso. Montagem é com a gente, pensem assim...

Boa sorte nas novas montagens e que elas sejam muitas!

5/03/2014

Capacitado, qualificado, educado e disponível: Entenda o que o cliente procura na hora de contratar a montagem

Aprenda a observar seu cliente: Entendê-lo pode trazer boas relações comerciais

Portal do Montador de Móveis
Capacidade de Retenção dos Clientes, este é um nome bonito para o famoso ato de formar sua freguesia.

Alguns dizem que é talento, podemos até concordar parcialmente com esta afirmação, isto porque existem técnicas que podem ajudar E MUITO aqueles que acreditam não possuir este talento nato.

A retenção do cliente vai muito além da simpatia, tornando-se uma combinação de fatores bem distribuídos, onde a importância de cada um deles é determinada pela percepção particular do cliente.

Já acompanhamos situações em que o cliente fez diversos orçamentos em busca da solução mais econômica possível e quando recebeu a visita de um montador capacitado, qualificado, educado e disponível, tudo mudou.

Gastou exatamente 4 vezes mais do que pretendia inicialmente em um primeiro orçamento e fez diversos serviços não previstos na contratação e AINDA ASSIM ficou extremamente satisfeito com o serviço prestado.

O montador de móveis que já acompanha nossos posts deve estar se perguntando: Mas como isso é possível, conta logo como aconteceu...

A resposta é bem mais simples do que se imagina. Acontece que na correria do dia a dia, não observamos uma cortina com problemas, um ventilador de teto mal afixado que balança em funcionamento, as portas desalinhadas de um roupeiro, um pequeno vazamento sob o balcão da pia da cozinha e alguns quadros desalinhados na parede.

Enfim, a casa do cliente é um poço de oportunidades para o montador que sabe trabalhar. Ninguém é obrigado a realizar serviços que são empurrados, mas quando o montador de móveis prontifica-se a AJUDAR de coração seu cliente, as coisas boas acontecem. A visita que deveria levar duas horas, acaba virando um dia inteiro.

Porém, é preciso estar preparado para isso, alguns montadores conseguem executar pequenos reparos hidráulicos e até mesmo elétricos. O importante é tratar de coisas básicas, não se deve tentar fazer o trabalho de especialistas, mas trocar uma tomada, um reparo de torneira ou a resistência de um chuveiro não faz mal algum para quem se preparou antes...

Dentro deste cenário, leva uma enorme vantagem o montador de móveis "faz tudo" como já citamos diversas vezes, mas observem que mesmo a qualificação não é garantia do sucesso. Existe a hora certa de oferecer serviços adicionais, existe o jeito certo...Precisa descobrir se o cliente tem tempo disponível naquele momento. Não adianta oferecer serviços para quem não tem tempo ou disponibilidade em adquiri-los.

Também é importante observar a empatia com seu cliente. Empatia é aquela sensação de que "seu santo"  bateu com o dele na expressão popular. A gente sente essas coisas... Então, se a empatia aconteceu e o cliente tem tempo, falta pouco para mais uma vitória. Agora é preciso descobrir se ele tem condições financeiras para o algo mais, nunca o coloque em situações constrangedoras, muitos clientes chamam o montador com o dinheiro já contadinho, isto também acontece!

Enfim, o montador de móveis inteligente acaba encontrando uma maneira simpática e educada para oferecer serviços adicionais NECESSÁRIOS, não subestime seu cliente. Existem aqueles que mesmo sem condições no momento, chamam o montador para uma nova visita posterior. Leva vantagem aqui o montador de móveis que já conseguiu absorver em seus custos uma maquininha de pagamento com cartão, antecipando-se aos fatos, mas isto fica para um outro post.

Bom trabalho a todos!


5/02/2014

Móveis Escolares: Pessoa jurídica leva vantagem na licitação e contratação da montagem

Montagem de móveis escolares exige licitação e portanto a necessidade do montador pessoa jurídica

Portal do Montador de Móveis
Estamos diante de um assunto quase que tratado como segredo por alguns montadores que já participam deste mercado, a prestação de serviços através de licitações.

Todos sabem que existem as exigências contratuais para os que decidem participar desta modalidade de trabalho, bastante requisitada na montagem de móveis escolares e demais montagens em orgãos públicos e autarquias.

O que muitos não sabem ainda é que, depois de organizar-se e participar da primeira licitação no que se refere à documentação, tudo fica extremamente mais fácil nas próximas oportunidades, pois fora pequenos detalhes, o material básico exigido nos editais é quase sempre sempre o mesmo.

Quem aprendeu o caminho das pedras anda de olho nos pregões eletrônicos mas infelizmente muitos nem fazem ideia de como isto funciona. Diante dos fatos, estamos aqui para esclarecer algumas dúvidas gerais.

Inicialmente destacamos que no Brasil, a participação de micro-empresas em licitações é de 17,6% dos concorrentes e que o governo deseja elevar este número para 30%, padrão europeu e do mercado americano.

Um segundo aspecto que muitos não sabem, é que já faz alguns anos que a lei das licitações mudou (Diário Oficial da União de 29 de maio de 2007) no sentido de facilitar a participação dos interessados. Agora certidões negativas de ausência de débitos com o governo só precisam ser apresentadas pelo vencedor, visto quer só serão exigidas na assinatura do contrato.

Outro ponto bastante importante, as micro empresas serão declaradas vencedoras mesmo que seus preços sejam 10% superiores aos outros tipos de empresas na modalidade padrão ou 5% na modalidade pregão. Qual a vantagem disso? Se uma empreiteira oferece serviços de montagem por exemplo, terá que ser 5% mais barata que a de um montador MEI (no caso do pregão).

Melhorando ainda mais a situação, a nova lei define que compras governamentais abaixo de R$80 mil serão destinadas a pregões com participação EXCLUSIVA de micro empresas. Caso os valores sejam superiores ao apresentado, a empresa vencedora da licitação deverá repassar 30% do montante para micro-empresas.

Os pregões eletrônicos pela internet também facilitaram em muito esta relação com o governo e entidades. Seguem abaixo alguns sites de pregão eletrônico onde os montadores de móveis precisam estar SEMPRE entrando para verificar se existem oportunidades de montagem em novos editais. É preciso fazer seu cadastro e assim obter uma senha de acesso.

 Principais PEC's em atividade Instituição
 Comprasnet - www.comprasnet.gov.br Governo Federal
 Licitações-e - www.licitacoes-e.com.br Banco do Brasil
 BBMNet - www.bbmnet.com.br BBM - Bolsa Brasileira de Mercadorias
 CidadeCompras -www.cidadecompras.com.br CNM - Confederação Nacional dos Municípios
 CEF - www.cef.com.br (menu: licitações) CEF - Caixa Econômica Federal
Uma outra dica é procurar por licitações no site da prefeitura de sua cidade, o lei torna obrigatório o edital antes da contratação. As escolas municipais sistematicamente demandam diversos serviços de montagem e manutenção de móveis escolares e afins.

O que precisa ficar claro é que cada vez mais tem-se tornado vantajoso formalizar sua profissão. Então pense nisso, pense na quantidade de oportunidades que anda perdendo.


Sucesso à todos!