Montagem de Móveis Corporativos e Residenciais em diversas cidades do Brasil
Telefone Orçamento Montagem de Móveis Residenciais e Corporativos - Ligue Já Contrate um Montador POM - Click ou Toque para visualizar os telefones de orçamento por localidade.
 

1/09/2015

Instalação de Pisos Laminados ou LVT são diferenciais no ramo da montagem

Instaladores de pisos laminados - Pisos Laminados e LVT crescem nos imóveis e instalação é oportunidade para montadores de móveis

Instalador de Pisos Laminados
Dentro do ramo da construção civil algumas mudanças ocorrem rapidamente e outras com uma velocidade menor, porém de maneira constante.

O Portal do Montador sempre atento ao universo da montagem já informou cerca de um ano atrás sobre a questão da montagem de pisos laminados e LVT. De lá para cá a situação só fez crescer, pois é uma alternativa barata para quem não deseja o piso frio no quarto ou na sala.

Voltamos agora a insistir no assunto, pois a maioria dos montadores de móveis, por falta de conhecimento ou de ferramentas simples, ainda não trabalha com este produto, perdendo um boa fonte de renda, ao passo que muitos montadores vem se especializando na instalação tanto de pisos laminados como de portas, mas esta segunda fica para uma outra matéria.

Este mercado possui um grande espaço para crescimento e isto pode ser notado nas lojas de materiais para construção ou nas de itens para decoração, que oferecem o piso laminado junto com serviços de cálculo de metragem e ambientação via computador. (Estão também procurando colocadores de papel de parede).

Por incrível que pareça, este é um trabalho extremamente simples, basta ter cuidado e seguir as recomendações do fabricante quanto à fixação, existem dois tipos distintos, os vinílicos (PVC) e os madeirados. A instalação pode ser do tipo "click" ou do tipo "colagem".

Em geral as ferramentas são as seguintes: Serra tico-tico, serra circular, martelo, serra para esquadria,
formão, serrote e chave de fenda, podendo ocorrer algumas variantes que utilizam meia esquadrilha, tupia e algum tipo de fresa especial.

Existe um cuidado inicial com o nivelamento do substrato (o contrapiso ou próprio piso anterior), não podem existir desníveis maiores que 3 milímetros, caso existam, deverão ser corrigidos com cimento ou cimento cola, nunca utilizar cola pva na regularização...O trabalho não ficará bom e existe a questão da impermeabilização, a umidade é inimiga do resultado final.

Uma vez regularizado o substrato, caso ele seja um contrapiso de cimento, será necessária a utilização de manta entre o piso laminado e o contrapiso. Caso já exista um piso anterior, o procedimento leva em conta se o mesmo é de madeira, vinil, cerâmico ou pedras. A dica é aspirar o piso e remover as partículas de areia ou impurezas que atrapalham a correta aplicação do piso laminado.

O sentido de aplicação do piso segue o gosto do cliente, variando entre longitudinal, transversal e diagonal, lembrando que neste último as perdas são maiores por causa dos recortes, podendo chegar a 15% de perda de material, enquanto que no longitudinal e transversal as perdas ficam em média nos 8%, mas gosto é gosto, porém é importante alertar o cliente.

Durante a distribuição das réguas, é fundamental observar a amarração das mesmas, as emendas precisam ficar alternadamente distantes e bem distribuídas, tanto pela beleza quanto pela questão de favorecer que não desprendam durante o uso do dia a dia. Um cuidado importante é não deixar as réguas expostas à umidade, o ideal é abrir a caixa e aplicar no mesmo dia, sigam esta dica e evitarão empenamentos e outras situações desagradáveis.

Ao final da instalação existe um detalhe fundamental, ao cortar a última régua de cada fileira, é necessário girar a régua em 180º, com o lado decorativo para baixo, possibilitando a marcação do corte. Isto garante que a parte cortada ficará voltada para a parede, fácil né!

A fase que chamamos de acabamento é aquela onde serão aplicados os rodapés, dependendo do caso utilizam-se os blocos batentes, o importante porém é garantir sob o rodapé o espaço de dilatação do piso, ou seja, as réguas jamais encostam nas paredes, abaixo dos rodapés deve existir NO MÍNIMO 3 milímetros para a dilatação, isto evita o "levantamento" das réguas pois quando se dilatam irão subir nas emendas porque não podem crescer para a folga abaixo do rodapé, muito cuidado com isso, é aqui que se conhece os profissionais.

Os rodapés serão fixados com parafusos do tipo cabeça chata e normalmente a bucha que vai na parede é a bucha 5. O montador de móveis precisa estar atento pois estamos explicando aqui o básico e na verdade cada sistema de piso laminado possui seu método de instalação com algumas particularidades. O caso das escadas por exemplo já é um nível avançado e recomendamos aos montadores de móveis que desejam iniciar neste segmento, que evitem as escadas em um primeiro momento até pegarem prática suficiente.

Para concluir, informem-se com os manuais técnicos dos produtos e tenham em mente as diferenças entre os sistemas click e os sistemas colados. Sigam à risca os procedimentos de limpeza e boa sorte...Temos agora um montador de móveis e instalador de pisos laminados. Assistam os videos dos fabricantes no Youtube...verão que é mais fácil do que imaginavam.


Sucesso à todos!

0 comentários:

Postar um comentário