Rede de Montagem e Assistência Técnica POM

O cliente espera um bom serviço, não está interessado em assuntos paralelos. Não diminua o produto, nem o profissional anterior, caso exista um.

Portal do Montador ME - Anúncios de Montadores

PortaL do Montador ME - Montador, anuncie em espaço prático, dedicado exclusivamente à divulgação de serviços de montagem de móveis em todo o Brasil.

Montador de Móveis Credenciado POM Brasil

A realização de um bom trabalho vai além do resultado final. Um profissional de sucesso realiza suas atividades com cuidado, organização e planejamento.

Montadores de Móveis Profissionais

A boa montagem nasce de um projeto bem feito, matérias-primas adequadas, processos de fabricação padronizados e principalmente de um montador de móveis capacitado.

Montagem, Desmontagem e Remontagem de Móveis

O consumidor precisa aprender a distinguir montadores de móveis profissionais e montadores de móveis eventuais. Por melhor que seja o produto, corre-se o risco de danificá-lo.

Montagem de Móveis Corporativos e Residenciais em diversas cidades do Brasil
Orçamento montador de móveis POM
 

5/22/2015

Corrediças para Gavetas (Parte I): Tipos de deslizamento, aplicações e instalação na montagem de móveis

Corrediças para Gavetas: Dispositivos Fundamentais na Funcionalidade do Mobiliário (Parte I)

Corredicas para Gavetas
O Portal do Montador inicia hoje a abordagem de mais um assunto fundamental para o sucesso profissional de um montador de móveis, o conhecimento e a correta utilização dos diferentes tipos de corrediças para gavetas disponíveis no mercado, aquelas com os quais normalmente nos defrontaremos durante uma montagem.

As gavetas são atualmente um dos mais importantes meios de otimização de espaço nas modernas cozinhas, banheiros e quartos, sejam os móveis do tipo convencional, modulado ou principalmente planejado. Elas se fazem presentes na grande maioria do mobiliário comercializado, isto porque as corrediças trazem vantagens e benefícios únicos em termos de usabilidade.

Saber qual o modelo ideal para os mais variados tipos de projeto agregará certamente valor ao produto, trazendo ainda um toque de sofisticação, estilo e requinte, dependendo do modelo escolhido.

As corrediças estão diretamente relacionadas com a percepção da qualidade do produto pelo cliente, elas podem aprimorar ou comprometer a suavidade na abertura e no fechamento de uma gaveta. Muitas vezes ignorada (principalmente na montagem de móveis de baixo padrão), a qualidade do desempenho de uma corrediça é portanto essencial e fundamental. 

Algumas características básicas no funcionamento de uma gaveta são determinadas pela corrediça utilizada. Carga máxima, extração máxima e a existência ou não de amortecimento, são algumas dessas importantes características. O cliente embora não conheça tais variáveis, tem a clara sensação do bom ou mal funcionamento das corrediças durante o manuseio das mesmas, prática que deve ser "obrigatória" antes da aquisição do produto. Para o caso de lojas virtuais (ecommerces) muita atenção, é preciso "ler" as especificações técnicas do produto, onde o tipo de corrediça utilizado precisa estar especificado claramente.

Basicamente é importante saber que existem duas formas de construir gavetas: utilizando uma caixa de madeira fixada às corrediças, ou com sistemas prontos de laterais metálicas (aço, alumínio, aço inox), que acompanham as corrediças que ficam embutidas no próprio sistema. No primeiro caso, as corrediças podem ser divididas em três tipos: corrediças leves (ou de rolamentos), corrediças telescópicas (ou de esferas), e corrediças invisíveis.

As corrediças para gavetas são largamente utilizadas em móveis para cozinha, banheiro, área de serviço, dormitório, sala ou escritório. Quanto ao modo do deslizamento, podemos classificar as corrediças em cincos tipos característicos, mecanicamente falando:

  • Guias deslizantes simples
  • Corrediças com deslizamento por rodízios
  • Corrediças com deslizamento por roletes
  • Corrediças com deslizamento esférico
  • Sistema para armários altos
  • Sistema para arquivos (pastas suspensas e outros)

É preciso que fique evidenciada a principal vantagem de utilizarmos gavetas em um móvel, que é a possibilidade de criar compartimentos extraíveis, que são ergonomicamente expelidos ao alcance das mãos e ao mesmo tempo permitem segmentar e classificar os objetos, melhorando sua organização. Para tal objetivo, atualmente existem inúmeros modelos de corrediças e sistemas de laterais de gaveta, que associados a acessórios agregam esta funcionalidade ao móvel.

Devido à sua característica principal de proporcionar maior organização e praticidade no armazenamento de itens, as gavetas podem estar presentes praticamente, em todos os cômodos residenciais ou comerciais, originando assim as mais diversas variantes de aplicabilidade.

Conceituada a necessária abordagem teórica inicial, no próximo post daremos continuidade a este relevante tema: Corrediças para Gavetas



5/10/2015

Detalhes de Montagem: Resolvendo problemas de acabamento superficial dos móveis com pequenos retoques

Kits de Restauração: Retoques fazem enorme diferença na montagem de móveis

Retoques superficiais na montagem de móveis
Existe um grande dilema na vida de um montador de móveis. Ele acontece momentos antes da montagem, toda vez em que se abrem as embalagens do mobiliário adquirido pelo cliente. Costuma-se dizer que este momento é uma caixinha de surpresas.

O procedimento padrão é inspecionar todas as peças que compõem o produto, observando se as mesmas podem conter algum tipo de defeito que inviabilize a montagem.

O montador de móveis experiente sabe que riscos e pequenas avarias em tampos, portas, laterais ou enfim em qualquer peça que fique em evidência aos olhos do cliente, poderá comprometer o sucesso da montagem. O cliente provavelmente não aceitaria o defeito e neste caso o correto é nem começar a montagem, mostrando para o cliente a real situação do produto.

Nossa questão de hoje é...Até que ponto isto deve ou não ser praticado, uma vez que todos sairão perdendo, inclusive o montador? Nisto meus caros, é preciso ter experiência e recursos técnicos que permitam resolver tal tipo de situação extremamente delicada na montagem. Importante salientar que os recursos que apresentaremos evoluíram principalmente em função da disseminação do acabamento UV.

O acabamento por impressão UV está mais suscetível a imperfeições que o acabamento de papel FF ou de BP. Na ordem de resistência temos outros bem mais resistentes como a fórmica e a própria lâmina de madeira. Contudo, qualquer acabamento pode necessitar de reparos.

Dado o apelo comercial dos móveis com acabamento por impressão UV, temos então uma grande questão a ser observada, a integridade superficial dos produtos até a casa do cliente. Neste ponto, observamos o enorme empenho de alguns fabricantes que protegem as peças de seus móveis com isomantas, calço de polpa, bups de papelão, cantoneiras plásticas e outros.

Porém, nem todos adotam a mesma prática. Observamos que justamente nos produtos mais populares, onde seria necessária uma proteção extra, alguns fabricantes simplesmente não protegem suficientemente os produtos, por uma questão de custo da embalagem. Se o lojista paga ou não a necessária proteção, fica para uma outra discussão, mas como dizem, a corda vai estourar no lado mais fraco...dentro da casa do cliente, nas mãos do montador!

Pois bem, agora vamos para o lado do montador de móveis.  A grande pergunta é, este montador está preparado para executar pequenos procedimentos que irão viabilizar uma montagem com pequenos detalhes de acabamento?

Então chegamos ao ponto em que uma parcela dos montadores de móveis simplesmente não pratica. o retoque! Acontece que para executar o retoque alguns montadores utilizam ceras de acabamento. Não chega a ser um procedimento ruim, porém existe outro muito melhor, o retoque com canetas de acabamento.

Para cores mais simples como o branco ou preto, muitos montadores inclusive utilizam esmaltes de unha mesmo...e funciona! Mas poderia ser melhor, fabricantes como a SayerLack comercializam Kits de Restauração, que precisam ser um item obrigatório na mochila de um montador de móveis profissional.

Aquele que trabalha como funcionário precisa ser valorizado pelo lojista, já o autônomo não tem jeito, precisa bancar este custo e fazer a compra do kit. Apresentamos à seguir a correta utilização do Kit de Reparos para a correção de pequenos riscos ou detalhes.


Ou ainda


Observando o desenvolvimento do trabalho dos montadores que utilizam os kits de reparo, percebemos que trabalham com um nível de stress mais baixo porque possuem recursos para contornar problemas como os descritos. Eles conseguem resolver pequenos buracos, riscos, arranhões e até mesmo o acabamento em furos que se façam necessários devido a erros de fabricação. Como consequência da utilização deste recursos, apresentam montagens com resultados de efetividade acima da média quando comparados a um padrão geral de montagem.

Os kits de reparo possuem uma diversa gama de coloração, desde as nuances dos acabamentos madeirados, até as cores fantasias como o vermelho, azul e o amarelo. Concluindo, esperamos ter convencido todos os montadores que ainda não possuem um kit de reparos a pensar na séria possibilidade de adquiri-lo o quanto antes. Acredite, trata-se de um grande diferencial para o montador de móveis, inclusive naquele momento famoso em que a ferramenta escapa e joga contra o patrimônio. Você não precisa passar por isso...

Sucesso e boas montagens


C. Perin