Rede de Montagem e Assistência Técnica POM

O cliente espera um bom serviço, não está interessado em assuntos paralelos. Não diminua o produto, nem o profissional anterior, caso exista um.

Portal do Montador ME - Anúncios de Montadores

PortaL do Montador ME - Montador, anuncie em espaço prático, dedicado exclusivamente à divulgação de serviços de montagem de móveis em todo o Brasil.

Montador de Móveis Credenciado POM Brasil

A realização de um bom trabalho vai além do resultado final. Um profissional de sucesso realiza suas atividades com cuidado, organização e planejamento.

Montadores de Móveis Profissionais

A boa montagem nasce de um projeto bem feito, matérias-primas adequadas, processos de fabricação padronizados e principalmente de um montador de móveis capacitado.

Montagem, Desmontagem e Remontagem de Móveis

O consumidor precisa aprender a distinguir montadores de móveis profissionais e montadores de móveis eventuais. Por melhor que seja o produto, corre-se o risco de danificá-lo.

Montagem de Móveis Corporativos e Residenciais em diversas cidades do Brasil
Orçamento montador de móveis POM
 

9/28/2015

Montadores de Móveis Credenciados POM em contato direto com o cliente, nossa filosofia!

Montagem de móveis humanizada, o cliente deseja saber para quem abrirá a porta de seu lar!

Montador de Móveis Cuidadoso - É POM

Pode parecer quase nada para quem está lendo, mas sem sombra de dúvidas esta é uma questão fundamentalmente decisiva para quem está contratando um montador de móveis. Em um primeiro momento muitos se perguntam, mas e o preço? Afinal de contas quem você convida para entrar em sua casa? O preço é o fator realmente decisivo na montagem? Sim, o montador credenciado POM vai ter um orçamento um pouquinho mais alto, mas e daí? Faça um teste, vá até o supermercado e traga o pó de café mais barato que encontrar...Qual será seu nível de satisfação?

Já ouvi muitos clientes do POM dizendo: "Não era o orçamento mais barato que achei, mesmo assim foi a decisão mais acertada que tomei!". Tais clientes não queriam orçamentos automáticos, queriam a proximidade, falar com o montador, discutir o orçamento. O importante era explicar suas reais necessidades e acertar os detalhes realmente importantes em relação ao objetivo da contratação da montagem.

Outra questão importante, a busca de montadores por geolocalização do Portal do Montador. Diversos clientes já entenderam que anúncios na internet são perigosos porque tudo é permitido mas  nada é garantido. Cancelar a credencial de um montador é um processo doloroso para o POM. Isto porque demonstra que até mesmo nós, com 25 anos de experiência no segmento, estamos sujeitos a errar, imaginem os outros então...Infelizmente a análise técnica não consegue  elucidar a profundidade do caráter, este é um parâmetro subjetivo que aflora conforme nos aproximamos dos profissionais com o tempo.

Tentamos conhecer individualmente, as características pessoais dos montadores credenciados POM, obviamente são diferentes entre si, mas não podem perder o compromisso do fazer bem feito, a base de toda a filosofia de trabalho do Portal do Montador. Não podemos conduzir e oferecer uma variada gama de profissionais de diferentes áreas desta maneira. Isto seria superficial e mal feito, com objetivos meramente financeiros. Não tem a nossa cara, não tem o nosso jeito de fazer bem feito. Para nós, o resultado do trabalho está acima de quaisquer outros interesses, isto é a alma que faz o POM ser de fato diferente.

Construir este conceito toma tempo, exige dedicação e muito cuidado. é uma luta desgastante para mim, que tenho os compromissos de consultoria diários e encontro nas noites o tempo necessário para manter esta iniciativa funcionando. O mundo tem evoluído e com ele as ferramentas de gestão, decisão e contratação. Mantemos uma plataforma moderna, mas capaz de garantir a proximidade humana na dose desejada pelo cliente.

A internet 3.0, a internet das coisas, não importa o nome que você pretenda dar para cada nova onda tecnológica que surge toda semana. O ser humano continua o mesmo desde que foi para as cavernas. Precisa de conforto e define-se como um ser altamente sociável que busca suprir suas necessidades.

De nosso ponto de vista, os aspectos mais importantes da contratação da mão de obra da montagem são notoriamente a capacitação e qualificação. Porém existe outro fato concreto, o conteúdo. Atente-se para o fato de que somado ao conteúdo, existe o continente, este sim é o responsável pelas variáveis subjetivas do fechamento de um bom negócio. O zelo, o cuidado pelos bens e posses dos outros, o prazer em servir, em fazer bem feito...Sempre!

Montadores de móveis credenciados POM, isto não é uma aposta, é uma filosofia, Nem todos se encaixarão em nosso perfil perfeccionista, mas aí está a graça do negócio...

Sucesso à todos


Cláudio Perin

9/20/2015

Lojas de Móveis Online adotam Montadores Credenciados POM como ferramenta de redução de custos e reclamações

Venda de móveis pela internet requer aparato profissional na montagem

venda de moveis pela internet
O mercado de móveis já não pode dizer que as vendas pela internet são uma simples aposta futura. Longe de dizer que este canal de comercialização encontra-se atualmente maduro, também não se pode dizer que o mesmo não possui forte relevância atual em termos de volume de transações.

Este crescimento acentuado vem ocorrendo na prática desde o ano de 2012 quando um expressivo número de lojas online passou a participar de maneira mais efetiva e agressiva deste nicho de mercado, os móveis. Isto não ocorreu mais cedo simplesmente por questões logísticas e tecnológicas que se lapidavam entre plataformas de comercialização e respectivos executores das atividades que um simples click no botão comprar são capazes de gerar.

Vender móveis é diferente de vender demais itens do varejo. Assim como o alimento perecível que tem suas implicações, vender móveis também carrega muitas peculiaridades. Dentre tantas, a maior certamente é a montagem do produto, quando necessária.

Imaginar uma loja de móveis online de abrangência nacional com montadores próprios é algo que demanda uma estrutura impraticável em termos de custos de mão-de-obra e de gestão. Dada esta observação, encontramos uma das primeiras explicações para a onda de terceirização da montagem. Já que o montador atende a loja online como prestador, por que não atender também a loja física? Esta é a lógica, a evolução do modelo virtual provocou ecos de transformação no modelo físico. é isto que observamos atualmente.

Seguindo adiante, o raciocínio esbarra na questão da qualidade da mão-de-obra disponível no mercado, dado que o mesmo não é um funcionário. Se todos os montadores de móveis autônomos são anunciados como os melhores prestadores de serviço existentes no mercado, obviamente que os ruins trocaram de profissão, não é? Mas onde estão os montadores de habilidades medianas então? Certamente que se divulgam no mercado entre os melhores, óbvio!

O perigo na verdade é quando um indivíduo insiste na profissão da montagem após sucessivos erros por falta de qualificação. É preciso encarar o espelho e perguntar se realmente leva jeito para a atividade, se é disso que gosta e se a resposta for sim, investir de verdade em ser um bom montador. O cliente não consegue enxergar este fato, para ele montador de móveis é um profissão e ponto final.

O Portal do Montador insiste na necessidade de classificação da montagem segundo especialidades. Contratar um montador de móveis exige cuidados. Como regra geral este montador não quer perder um orçamento e pode aceitar correr o risco de montar aquilo para o qual ainda não se encontra devidamente preparado.

Durante a formatação do perfil profissional de um montador de móveis credenciado POM este é o grande cuidado exigido para o credenciamento que realizamos. Somado às questões comportamentais e habilidades com o ferramental específico para a atividade, é ele o perfil que faz o link entre o profissional e o tipo de montagem que o cliente necessita.

Ser um montador de móveis profissional não é saber montar a mais complexa instalação comercial, existe o profissional dos móveis convencionais apenas, desde que a montagem ocorra exatamente dentro do script para ela desejado, tá valendo...Temos aí um profissional sim.

As lojas de móveis online possuem adicionalmente um grande desafio na equação preço x qualidade. Tenho uma opinião particular que toda loja de móveis online deveria ter um gestor da qualidade, atuando em conjunto com o departamento de compras, de  maneira a garantir uma especificação técnica no critério de aquisição o mobiliário. Não existe crise econômica que justifique a aquisição de produtos abaixo de especificações mínimas da qualidade.

Este sim continua sendo um grande desafio, não enviar para a casa do cliente um produto que já apresente algum tipo de avaria, mesmo que imperceptível no produto embalado. Análises estatísticas por fornecedor são um tipo de acompanhamento OBRIGATÓRIO para quem vende móveis pela internet. É preciso estratificar de onde surgem os problemas apontados na casa do cliente e atacá-los até sua erradicação.

Então, se a loja de móveis online tem uma estrutura significativamente menor que a física em diversos setores operacionais, precisa por outro lado ter um departamento da qualidade bem estruturado e atuante. Inclusive desejavelmente superior ao existente em lojas físicas, para que o modelo de negócio funcione com garantias REAIS para o consumidor final.

O Portal do Montador segue do lado de cá, com o compromisso de identificar e classificar montadores de móveis profissionais autônomos que possam fazer a diferença dentro da cadeia moveleira. Não temos disponível  todo o tempo que desejamos para o POM, mas temos conosco os profissionais da montagem que todos desejam no mercado, este é o fato!

Sucesso a todos, outubro vem aí, abrindo a alta temporada da montagem de móveis.


Cláudio Perin

9/13/2015

Terceirização da Montagem: Um processo no meio do caminho em busca do equilíbrio

A lógica da terceirização da montagem de móveis avança no Brasil

O ano de 2015 tem sido marcado pela instabilidade econômica trazendo fortes reflexos no segmento do varejo de móveis. Cabe lembrar que algumas empresas conseguiram manter um nível operacional satisfatório, mesmo com a demanda em baixa, isto se deu pela racionalização dos custos operacionais do negócio.

montador demoveis credenciado pom

Como já é sabido, a venda de móveis é um processo que termina apenas após a montagem no cliente e portanto, possui um passo à mais do que as demais cadeias de comercialização. Este passo adicional gera diversos custos invisíveis para o cliente, mas absorvidos e repassados no valor de venda dos móveis.

A existência do montador de móveis exige do lojista um processo de contratação, treinamento e gerenciamento desta mão-de-obra dentro do contexto do varejo, sendo que o mesmo não existe na venda da linha branca ou demais eletro eletrônicos por exemplo. Aliás não existe nos demais segmentos como regra geral.

O empresário sabe que todos esses custos não podem contaminar as margens dos demais produtos e assim faz a sua marcação exclusiva para o mobiliário, seguindo tal linha de raciocínio. O armazenamento é multi volumétrico (um produto tem mais de uma caixa) e o índice de retorno por avarias é extremamente superior ao dos demais segmentos comercializados.

Isto se deve tanto à logística como à questão da qualificação de mão-de-obra dos montadores de móveis. Adicionalmente pode-se incluir também à qualidade das embalagens ou de sua baixa compactação, de responsabilidade do fabricante.

Tudo isto estaria previsto, mas é necessário ainda somar os impasses dentro da casa do cliente, que comprometem a imagem e o poder comercial da empresa a cada novo desgaste de relacionamento, quando outras áreas são acionadas e novos custos gerados para contornar tais questões com um consumidor insatisfeito. Este custo deveria ser melhor mapeado, mas tem alguns aspectos subjetivos. 

Inegavelmente quando o montador é um funcionário, a loja é a responsável por sua qualificação e absorve toda a insatisfação do cliente, o que não ocorre no caso do montador de móveis autônomo terceirizado. Neste caso, a loja se exime da questão do resultado profissional dentro da casa do cliente, o que se traduz em uma grande economia em termos de gestão de conflitos, consequentemente financeira.

Numa tentativa de controlar as atividades externas deste profissional, as empresas ainda investem em equipamentos, softwares e controles de montagem e a situação tende a piorar sob o aspecto financeiro ainda mais.

Observado todo este contexto, existem de maneira complementar na verdade os mais nocivos dos custos invisíveis, os litígios trabalhistas. Quem nasceu primeiro a gente não pode afirmar, mas o montador de móveis funcionário quando deixa a empresa de forma litigiosa gera um novo impacto nos custos operacionais, fato que também não existe nos demais segmentos de comercialização do varejista.

Chegamos finalmente ao último dos aspectos, a questão do nível de atividade econômica. Quando uma loja vende menos, o empresário compra menos, mas e a demanda de mão-de-obra da montagem? O que fazer se já foi treinada? E o que fazer quando a demanda subir? Começar tudo de novo neste sobe e desce sem fim..

O empresário (o que fez essas contas) então se pergunta: Existe um modelo operacional livre destes aspectos onde treinamento, gestão e controle da montagem consomem grande parte dos resultados obtidos na comercialização? É preciso todo este dispendioso aparato?

Relacionando todos estes fatores citados, fica fácil de entender porque o processo de terceirização da montagem de móveis avança tanto no Brasil.

1) Cenário político atual da luta de classes intensifica os litígios trabalhistas
2) Cenário atual do nível de atividade econômica gera ociosidade operacional
3) Causa e Efeito entre loja e montador gera desgaste de imagem em montagem problemática

A terceirização traz uma disputa em busca dos melhores profissionais da montagem, mas isto não é uma verdade absoluta, dado que o cliente encontrará seu limite naquilo que está disposto à pagar. A lei do mercado existe e a oferta e procura acabarão por balizar um equilíbrio ao menos relativo neste cenário.

O empresário já limitado pelas questões fiscais em uma das pontas costuma se assustar quando faz as contas de todos estes custos invisíveis na comercialização do mobiliário. Os mais ingênuos até mesmo acabam fechando as portas devido a erros na formação do preço de venda. O mercado vem reagindo negativamente aos repasses de preços, então um dilema permanece. Se a terceirização não resolve o problema, pelo menos ela racionaliza a operação neste momento e dá tempo ao tempo.

Certamente existem argumentos opostos ao raciocínio apresentado, pois esta é uma visão particular de minha experiência no segmento moveleiro. São hoje mais de 25 anos e por isso acredito cada vez mais em nossa iniciativa, o Portal do Montador. O avanço do processo de terceirização criará por parte do cliente certas demandas fundamentais e o montador de móveis precisa estar atento e preparado dentro desta nova realidade. Fiquem tranquilos, os bons profissionais estão garantidos e vai sobrar trabalho, podem apostar!


Sucesso á todos

C. Perin

9/09/2015

Montador de Móveis: 10 dicas valiosas para aumentar seus clientes em orçamento e montagem

Dicas que os montadores  de móveis que buscam resultado deveriam seguir imediatamente

Dicas valiosas para montadores de móveis
O mundo mudou, a moda mudou, então tá...Agora tudo é virtual, né? Parece óbvio para quem tem menos de 20 anos, mas nem tanto assim para quem tem mais de 35. Faz tempo que as relações comerciais mudaram, inclusive as de prestação de serviços (especificamente na montagem de móveis, nosso objeto de estudo).

Quem saiu na frente hoje está um pouco mais confortável, mas....Nem tanto assim. O Portal do Montador nasceu em 2013. O Pereirão (novela Fina Estampa) explodiu em 2011 e foi somente aí quando muitos entenderam o caminho que já existia hipoteticamente desde 1998 com a popularização da internet no Brasil. Mas quem imaginaria tanto naquela época?

"A propaganda é a alma do negócio", mas precisa ser complementada pelo "Quem não tem qualificação não se estabelece no mercado". Porém o cliente muitas vezes não consegue enxergar o segundo dogma dos negócios, pois ele é dinâmico, já o primeiro é mais pontual e facilmente abstraído. Ah se o cliente soubesse quem é quem...

Alguns montadores perguntam o que é preciso fazer para garantir um lugar ao sol. Então a primeira observação é que GARANTIR pode ser uma palavra muito forte para a questão. Neste caso deve e precisa ser substituída por VIABILIZAR. Vamos direto ao que interessa. O que é necessário para quem deseja viabilizar e incrementar seus resultados como montador de móveis.

1) Para ser um montador de sucesso é preciso ser qualificado, saber montar bem de verdade. Então se você sente que ainda faltam certas habilidades não fuja do problema, encare as montagens difíceis com cautela e de preferência junto a um montador mais experiente. Lembre-se, ninguém nasceu sabendo, mas o cliente não pode pagar esse pato.

2) Aprenda a negociar durante um diálogo. Ninguém é dono da palavra de ouro, temos uma boca e dois ouvidos, portanto, aprenda que o seu ótimo pode ser o impossível para seu cliente. Talvez o seu bom seja o razoável para ele ou seu razoável seja o bom  que ele tanto procura. Saiba identificar este momento valioso e feche seus orçamentos de maneira eficaz.

3) Boas ferramentas e cuidado com a aparência pessoal. Nem é preciso tocar neste assunto agora, dada a enorme quantidade de posts que já fizemos sobre estes temas. Por favor leia as postagens antigas deste blog, busque informações relevantes.

4) Tenha obrigatoriamente uma página profissional no facebook. Não misture sue perfil pessoal do facebook com sua profissão. O cliente não precisa saber do recadinho que sua sogra deixou. Preserve sua vida pessoal ...Pense nisso!

5) Crie seu perfil profissional no linkedIn. Embora muitos não saibam, a rede é bem menos difundida que o facebook é verdade, mas não se pode esquecer que o LinkedIn é uma rede especificamente voltada para relações comerciais. Não é isto que você procura? Então valorize seu perfil profissional fazendo parte do LinkedIn. Todos saberão que você É UM MONTADOR DE MÓVEIS PROFISSIONAL.

6) Anuncie na OLX é grátis e funciona. Afirmamos isto mesmo tendo o www.portaldomontador.me também gratuito. Acontece que a plataforma citada é bastante difundida, então não se pode dar ao luxo de não anunciar por ali. Aproveite o embalo e anuncie no POM ME também gratuito.

7) Cuide de seu material publicitário de maneira ostensiva. Falamos do veículo (carro ou moto) que deve ser adesivado, flyers, cartões de visita e uniforme. Tudo precisa ser observado, um cliente potencial está por vezes onde menos se espera. Quantos já não foram abordados tomando um sorvete no shopping num momento de lazer só porque tinham o telefone nas costas do uniforme?

8) Faça Networking com seus clientes, deixe cartões adicionais, peça para ser recomendado aos vizinhos e amigos dele. Seja prestativo, cordial e solícito mesmo quando tiver num dia daqueles em que tudo parece querer acontecer ao contrário do que gostaria. Um sorriso não custa nada, seguido de um muito obrigado vale mais ainda...

9) Cumpra seus horários de forma absurdamente pontual e avise se algo te atrasar. Coloque-se no lugar do cliente, pior que esperar só mesmo danificar o produto. O cliente NÃO MERECE ficar esperando, isso aborrece MUITO.

10) Para não perder o costume, agora nosso marketing. Procure conhecer o credenciamento de montadores POM. Este é pago, mas participar de nossa iniciativa já fez a diferença para muitos profissionais. Precisa preencher alguns requisitos profissionais é verdade, mas são absolutamente corriqueiros para quem já é do ramos e sabe fazer bem feito.

Enfim, é preciso estar atento ao seu ambiente. Parece óbvio o que recomendamos mas muitos deixarão de lado essas ações, então garanta a sua parte. Afinal de contas,  conselho bom não costuma ser levado á sério, porque geralmente é grátis, vindo de quem deseja o seu bem!

Sucesso aos montadores de móveis que seguirem o caminho as pedras.


C. Perin
.

9/08/2015

Montagem de móveis escolares, janeiro é o momento, setembro o orçamento!

Montagem de móveis escolares tem concentração nas férias de janeiro e fevereiro

montagem de moveis escolares pom

Incrível, já estamos em setembro de 2015. A montagem de móveis no Brasil tem uma certa sazonalidade. Novembro e dezembro são costumeiramente os meses de maior demanda por montagem para pessoas físicas, o cliente comum.

Vale lembrar que os meses de abril e maio também costumam ter um leve pico na demanda, principalmente por causa do dia das mães e também porque maio é o mês das noivas, muita gente gosta de casar nesta época.

Observando os clientes jurídicos, a situação já muda de figura. Lojas e shoppings aproveitam o inverno e as férias escolares de julho para as maiores montagens corporativas relacionadas ao comércio. Historicamente são meses de atividade econômica levemente retraída. Durante o frio as pessoas se recolhem em suas casas.

A internet vem tentando aproveitar este hábito e explorar as compras em casa, mas culturalmente isto leva tempo para ser percebido com mais clareza. Porém com relação ao mobiliário escolar a situação já é historicamente bem conhecida.

Atualmente mais relacionada com as prefeituras que com o estado propriamente dito, a montagem de móveis escolares sofre processos de licitação, tanto para aquisição como para a montagem. Todos sabem que não existem salas em abundância em nosso País, então, diretores de ensino não se podem dar ao luxo de reformar salas de aula durante o ano letivo, como consequência, temos concentração deste tipo de atividade nas férias escolares mais longas, ou seja, janeiro e fevereiro.

Falando no processo de licitação, os trâmites burocráticos costumam levar de 90 a 120 dias, ou seja, começam a acontecer agora logo após o feriado de 7 de setembro. O Portal do Montador está aqui para dar a dica, especialmente para os montadores com CNPJ, lembrando que os pessoas físicas somente participarão desde que  terceirizados aos montadores jurídicos.

Para ser um montador de móveis MEI, o processo é extremamente simples e já foi abordado no passado aqui mesmo. Basta acessar o site http://www.portaldoempreendedor.gov.br/ e seguir os passos necessários.

O montador de móveis que trabalha com este tipo de mobiliário precisa saber que o orçamento é feito de acordo com o valor unitário de um determinado lote de itens. Dependendo do porte da escola podem ser mais de 1.000 cardeiras universitárias. Muitas exigem junto com a montagem a recuperação de parte do mobiliário danificado, onde o montador precisa mesclar peças boas de diversos itens para recuperar a maior quantidade possível dos itens provisoriamente descartados.

Torna-se importante desta maneira saber formar o preço das atividades para não perder a licitação mas também não amargar prejuízos com estes detalhes citados acima.

Importante também salientar que normalmente as atividades ocorrem juntamente com outros profissionais. Então para quem tem habilidades extras como encanador, pintor ou até mesmo eletricista, existe uma chance enorme em acumular atividades que seriam distribuídas entre profissionais das mais variadas áreas citadas.

Se o montador de móveis fez um curso de manutenção de pára-raios, melhor ainda. Lembrando que muitas salas começam a ter sistemas de split e ar- condicionado, então, muito coisa nova vem vindo por aí, mas é preciso estar preparado...

Montar móveis escolares é uma atividade inclusive agradável, os móveis não são pesados, os fabricantes enviam os mesmos bem acondicionados e o importante é ter ritmo e boas ferramentas para evitar sofrimento desnecessário. Parafusadeiras e furadeiras à bateria podem ser mescladas com as elétricas, pois via de regra teremos espaço de sobra para movimentação e criação de células de montagem, o que torna o trabalho extremamente produtivo.

Pelo fato das férias escolares em curso, o espaço de trabalho será extremamente generoso como dito e o clima da montagem seguirá sem grandes intromissões. Aliás a sensação será até mesmo de solidão dependendo da localização da escola, então...aqui cabe um rádio para espantar a solidão, diferente da casa do cliente comum onde isto não é legal...

A dica está dada, então está na hora de visitar os diretores escolares e descobrir se existe necessidade em andamento. Para os mais descolados, os processos de licitação podem ser localizados nos sites das prefeituras...E se ainda não estão, devem certamente aparecer dentro deste mês.

Obs - Imagens da montagem de móveis escolares executada por Djacir Silva - Montador de Móveis Maracanaú CE 06.104.001 Credenciado POM no estado do Ceará. Um grande abraço e obrigado pelo envio das fotos para esta matéria.


Sucesso à todos

Cláudio Perin

9/06/2015

Independência: O montador de móveis e a simbologia do 7 de setembro

Montagem de móveis no Brasil: Funcionário ou autônomo? Independência ou segurança?

montador de moveis pom sete de setembro
Observem uma característica importante no ser humano, o desejo de superação. Crescer, ser amanhã melhor do somos hoje. Isto que de fato nos impulsiona, é capaz de nos mover em direção aos planos e desejos, os objetivos que traçamos para nossas vidas.


Uma outra característica do ser humano é a de olhar para o lado e julgar que lá é melhor do que aqui. Aquela história de que a galinha do vizinho é mais gorda...

Para o montador de móveis, este tipo de reflexão resume-se em uma outra questão fundamental. Afinal de contas é melhor ser um montador de móveis autônomo ou trabalhar como funcionário?

Esta dúvida traz consigo diversos valores, alguns objetivos e muitos na verdade puramente subjetivos. A pergunta correta não é apenas uma, são várias. Em um primeiro momento é preciso perguntar, você encontra-se satisfeito com sua situação profissional? O que poderia ser feito para mudá-la? Gosta da atividade que executa? Seu dia de trabalho é agradável? O resultado de seu trabalho é mediano ou acima da média encontrada no mercado?

Não podemos nos iludir, o sistema capitalista parte do princípio que a remuneração sempre estará abaixo das reais expectativas. Por outro lado, disputar espaço no mercado é um risco que precisa ser calculado e administrado com sabedoria.

Falando do 7 de setembro, quando Dom Pedro I encabeçou a separação da corte portuguesa, tínhamos por aqui matéria-prima abundante, mercadores europeus interessados em nossas riquezas e um mercado consumidor interno em expansão, apesar de recém nascido. Então existia uma preparação mínima para este processo de mudança. Não foi uma decisão inocente nem tampouco emocional, estava claro que tinha tudo para funcionar.

Seguindo o exemplo da independência, o montador de móveis que hoje trabalha como funcionário precisa observar se está preparado para ser autônomo e do contrário, o montador autônomo precisa decidir se está disposto a aceitar o modelo de trabalho exercido por um funcionário registrado. O importante na tomada de decisão é aceitar as consequências que ela envolve para cada um dos caminhos.

Se você na linguagem popular atual " é bicho solto", a chance de dar certo como funcionário é muito pequena. Do lado contrário, se tem medo de chegar o fim do dia com os bolsos vazios, cuidado, isso acontece na vida do autônomo. Existem os riscos e por isso existem as oportunidades. Elas podem ser extremamente positivas. Cumprir horário, receber ordens, dar satisfação, isto incomoda quem não aceita uma disciplina superior.

Os montadores credenciados POM decidiram em algum momento de suas vidas que seriam capazes de dirigir os rumos de suas vidas de acordo com sua vontade, lutaram por isso, arriscaram, sofreram, mas não desistiram...

Hoje estamos aqui, a vida não é um sucesso absoluto, porém a grande maioria está satisfeita com o que conquistou, mas sabe que a luta nunca termina. O sol nasce todos os dias e cada um desses dias se transforma em uma batalha pelo sustento da família. Existem clientes, existem necessidades e existe também a concorrência, que neste caso deixa de ser problema do lojista e passa a ser "o seu problema".

O montador de móveis funcionário de outra forma também tem certos benefícios que são atraentes. Trabalhar dentro de uma estrutura organizada acaba reduzindo as incertezas e preocupações do dia. O foco fica voltado exclusivamente à realizar as tarefas delegadas. Cumpri-las da melhor maneira possível é o grande caminho para a manutenção do emprego.

Uma experiência quase que obrigatória para o montador de móveis funcionário é a questão do fazer bico aos finais de semana. Trata-se de uma experiência extremamente valioso, pois é assim que as coisas funcionam. Aquela macarronada de domingo na casa da sogra frequentemente é abandonada pelos montadores autônomos. A boa notícia acaba com o descanso às vezes. Muitos clientes precisam de montagem aos finais de semana. Na loja você receberia um adicional, com o cliente isto não é bem assim...

Fazendo bicos o montador de móveis já sabe o que o espera, não adianta reclamar, A conta é simples, os bicos precisam acontecer em uma quantidade que consiga superar o valor recebido como funcionário. Mas como aumentar as montagens autônomas se tenho que trabalhar para o patrão, pergunta o montador. Aqui está o grade dilema, Você acredita que será capaz de atingir este objetivo? Está disposto a arriscar:?

Para o montador funcionário temos um recado, valorize o trabalho que tem, na pior das hipóteses você está aprendendo um pouco mais à cada dia. Não queremos incentivar uma decisão, isto porque ela precisa partir de dentro do coração. Somente você é o responsável por este tipo de atitude e vai colher os frutos ou assumir as responsabilidades desta ação.

A independência traz um profundo sabor de realização, mas é preciso estar preparado para ela, principalmente no que diz respeito à divulgação de seu trabalho. Tenha um feliz 7 de setembro e faça sua reflexão com muita sabedoria!


Claudio Perin

Montadores de Móveis Credenciados POM: Uma nova visão sobre o profissional da montagem

O estereótipo de Montador de Móveis mudou radicalmente: O cliente agradece! (www.portaldomontador.net)

montador de moveis estereotipo profissional
O Portal do Montador aborda hoje a questão da imagem profissional construída pelo mercado de trabalho nas mais diversas ocupações existentes. Quando imaginamos um médico, automaticamente vem ao pensamento a figura de alguém com um avental branco e um estetoscópio prostrado ao pescoço.

Se imaginamos um administrador de empresas, provavelmente surge a ideia de alguém de terno e gravata em sua mesa cheia de papéis. O professor, alguém posicionado próximo a um quadro negro, provavelmente com giz em uma das mãos.

O estereótipo é uma poderosa mentalização, mas tem seus riscos. Do estereótipo pode inclusive nascer o preconceito ou até mesmo uma exaltação infundada. As pessoas são diferentes, os comportamentos divergentes e mais...Os profissionais não seguem um estereótipo padrão, além da regra geral, existem os acima e os abaixo da média. Seja isto no aspecto comportamental ou no da qualificação propriamente dita.

Conceituada a questão do estereótipo, o Portal o Montador acredita e trabalha pela quebra de um paradigma, o de que  montador de móveis é uma profissão escolhida por falta de alternativas. Não caríssimos, a montagem de móveis nunca esteve tão bem representada profissionalmente como nos dias atuais.

Também não podemos pensar que isso ocorreu em um passe de mágica. Claro que não, o processo vem ocorrendo lentamente e o mercado é o grande responsável por essa seleção profissional. Como já dito anteriormente, aqueles que fazem bem feito e sabem que o fazem, decidiram contar com a própria sorte e partiram na direção de um sonho pessoal. Alguns tropeçaram, mas a maioria chegou lá e ainda quer mais...

Marcos paulo e Lais souza
A grande questão é a seguinte, quem poderia imaginar um casal de jovens profissionais como montadores de móveis alguns anos atrás? Pois bem aqui estão Marcos Paulo e Lais Souza, de São Bernardo do Campo - SP. A Lais era costureira e passou a cuidar da casa quando o casal se constituiu. Um belo dia precisou montar uma sapateira, mas o marido não podia. Resolveu por conta própria tomar as ferramentas do esposo e fazer o serviço prometido para as férias (que nunca chegavam).

Aquele dia mudou a vida de ambos, ela por vencer o preconceito da questão do estereótipo citado e ele por ver que ali estava bem mais que sua esposa e sim alguém capaz de impulsionar um sonho comum. Estava decidido, ela seria seu ajudante!

A Lais começou segurando ferramentas e montando gavetas, mas a aceitação nos clientes foi tão grande que hoje monta de tudo. Claro que o marido cavalheiro fica com as peças mais pesadas, mas em contrapartida ele passou ajudar na louça de casa...

Atualmente ela cuida da agenda, da preparação da mochila, ferramentas e ainda decide e organiza o itinerário do dia. Segundo nosso herói, foi a decisão mais acertada de sua vida, pois hoje quando entra na casa de um cliente, sabe exatamente o que pode esperar de sua parceira de vida e trabalho.

Engana-se novamente quem pensa isso ser um caso isolado. O Portal do Montador vem identificando profissionais que enxergam a montagem de móveis com muita seriedade e com horizontes a cada dia mais promissores.

Para exemplificar melhor este novo conceito profissional na montagem de móveis, vamos agora para Camaçari na Bahia. Nosso segundo casal, Sergio Souza e Taciana de Barros, hoje com 12 anos de casados. Ele começou trabalhando em casas de shows e conta que passou momentos muito difíceis na vida até entrar no ramo da montagem.

Sergio Souza e Taciana de BarrosPassados alguns anos na vida deste casal, Taciana ficou desempregada. Foi quando Sergio resolveu levá-la para as montagens com o objetivo de distraí-la. Mas a guerreira queria mais, começou colocando um puxador, depois uma gavetinha aqui outra ali, e antes que o Sergio percebesse, tinha construído uma parceria bem maior do que a um dia imaginaria em sua vida.

Sergio reforça a questão espiritual dado que compartilham da mesma igreja, de onde tiram a força para seguir rumo a dias melhores, o que de fato vem acontecendo aos poucos. Para o POM fica o orgulho de ver nossa camisa bem representada por pessoas que sabem para onde vão e mais... Escolhem maneiras e atitudes éticas adequadas para seguir neste caminho.

Sucesso aos profissionais da montagem que com seu trabalho demonstram que montar móveis não é falta de opção e sim uma atividade onde muitas vezes este tipo de pensamento pode prejudicar aqueles que sabem o que fazem e o fazem muito bem feito, diga-se de passagem!

A montagem de móveis no Brasil segue cada dia mais em boas mãos, este é nosso desafio, estas são nossas conquistas! Eles são Montadores Credenciados POM.

Claudio Perin