Rede de Montagem e Assistência Técnica POM

O cliente espera um bom serviço, não está interessado em assuntos paralelos. Não diminua o produto, nem o profissional anterior, caso exista um.

Portal do Montador ME - Anúncios de Montadores

PortaL do Montador ME - Montador, anuncie em espaço prático, dedicado exclusivamente à divulgação de serviços de montagem de móveis em todo o Brasil.

Montador de Móveis Credenciado POM Brasil

A realização de um bom trabalho vai além do resultado final. Um profissional de sucesso realiza suas atividades com cuidado, organização e planejamento.

Montadores de Móveis Profissionais

A boa montagem nasce de um projeto bem feito, matérias-primas adequadas, processos de fabricação padronizados e principalmente de um montador de móveis capacitado.

Montagem, Desmontagem e Remontagem de Móveis

O consumidor precisa aprender a distinguir montadores de móveis profissionais e montadores de móveis eventuais. Por melhor que seja o produto, corre-se o risco de danificá-lo.

Montagem de Móveis Corporativos e Residenciais em diversas cidades do Brasil
Orçamento montador de móveis POM
 

11/28/2015

Validação Técnica Linea Brasil: Visão e comprometimento com a qualidade da montagem POM

Validação Técnica da Montagem Linea Brasil - WorkShop in Company em 27/11/2015

primeiro workshop validacao da montagem linea brasil
O Portal do Montador gostaria de aproveitar este post com um duplo objetivo. Detalhar o evento (WorkShop de Validação Técnica da Montagem) ocorrido ontem na cidade de Arapongas - PR nas dependências da empresa e simultaneamente agradecer toda a equipe da Linea Brasil, pela organização e execução do seu primeiro Workshop de Validação Técnica da Montagem junto ao Portal do Montador.

Inicialmente destacamos a clara visão e os nobres objetivos da Linea Brasil, que acredita, valoriza e investe na busca de melhorias concretas de seus produtos em direção à qualidade na montagem, seja via redução do tempo de execução bem como atenuação do grau de dificuldade da montagem em toda sua linha de produtos.

montadores pom e equipe linea brasil
Guilherme Pavanato, Lucas Franco e Montadores Credenciados POM na administração da Linea Brasil
Este tipo de trabalho sistematizado acaba por gerar impactos positivos nos índices de assistência técnica da empresa, hoje já inferiores a 0,2% os quais conferem à Linea Brasil parâmetros de liderança de mercado neste indicador técnico.

O workshop ocorreu em um dia de intensa troca de informações da rotina de montagem exercida por um montador profissionalmente qualificado. Foram selecionados pela Linea Brasil 3 montadores referência dentro do Portal do Montador, os quais me acompanharam nesta visita e participaram ativamente do Workshop de Validação Técnica. Fabio, Gabriel e Marcos Paulo, todos credenciados da Grande São Paulo.

montadores de moveis pom fabrica linea brasil
Visita à Fábrica - Observando em detalhes os processos de fabricação dos móveis da Linea Brasil
Torna-se necessário evidenciar o primoroso tratamento dado à minha equipe. Fomos acolhidos no melhor Hotel que a estrutura da cidade disponibiliza (Executive), almoçamos na melhor churrascaria de Arapongas (Herança) e tivemos nosso deslocamento custeado pela empresa através de passagens aéreas gentilmente cedidas. Enfim, quanto ao tratamento, ressalto que foi o mesmo oferecido a um importante cliente do varejo...Somos simples montadores, não imaginávamos tamanha dedicação e cuidado!

Enfim, acerca dos objetivos da validação técnica da montagem, a Linea Brasil prepara neste momento lançamentos que não só foram desenvolvidos por uma competente equipe de design e engenharia. Tais produtos foram completamente dissecados por nossas mãos antes de chegarem ao mercado. Montamos, avaliamos e validamos melhorias que objetivamente serão capazes de reduzir o tempo de montagem em estimados 15 minutos, cerca de 25% do tempo total da montagem. Falamos de um resultado audacioso para uma linha de produtos.

validacao tecnica da montagem linea brasil pom
Validação Técnica: Observar, montar, criticar, contribuir, aprimorar....
Curiosamente, sou formado em engenharia e tenho mais de 25 anos no segmento, mas a prática habitual do segmento é acreditar que conhece o suficiente. Nunca antes concebi este tipo de evento, ajudar a simplificar a montagem e auxiliar quem desenvolve uma linha de produtos. Agradeço o que chamo de "visão" da Linea Brasil, isto não é humildade, é sim inteligência. Tudo pode ser melhorado, existe o dia a dia do montador, suas peculiaridades durante a montagem...O melhor projetista do mundo, tem a bagagem conceitual da montagem? Conhece as ferramentas, conhece a teoria dos subconjuntos, sabe das dificuldades dentro da casa do cliente?

validacao tecnica da montagem fechamento e consideracoes finais
Discussão Final e fechamento dos objetivos e resultados práticos da Validação Técnica de Montagem
A lógica do desenvolvimento está perfeitamente direcionada, primeiro identificou-se o nicho de mercado, depois concebeu-se o design com um custo objetivo e por final cuidamos conjuntamente da questão da montagem. Tudo bem, a montagem pode ser a última, o que não pode é ser renegada, Existe sempre algo que possa ser aperfeiçoado e temos hoje a sensação do dever cumprido. Em breve tais produtos estarão no mercado e acreditamos que nossas singelas observações e sugestões possam ter feito a diferença na vida futura de muitos montadores, cliente e lojistas.

primeiro workshop de validação tecnica da montagem linea brasil
O Primeiro Workshop de Validação Técnica da Linea Brasil reuniu profissionais de diferentes áreas. Diretores, projetistas, marketing, psicólogos e outros - Uma grande equipe com um único objetivo, aperfeiçoar a montagem
Quando o montador reduz seu tempo dentro da casa do cliente sem queimar etapas ou abrir mão da qualidade da montagem todos saem ganhando, Desde o fabricante, passando por lojista, montador e cliente final. O impacto vai inclusive além, permitindo que montadores muitas vezes nem tão qualificados, consigam realizar os procedimentos de montagem de maneira mais eficiente e portanto com maior chance de sucesso.

sidney sakama diretor comercial linea brasil e montadores pom
Sidney Nakama (Diretor Comercial Linea Brasil) e Montadores credenciados POM aguardando vôo
No período da manhã, após conhecer todos os processos da empresa e montar os produtos atuais segundo as instruções de montagem do fabricante, discutimos os detalhes acerca de tais produtos. Já no período da tarde a dedicação voltou-se à montagem dos produtos recém desenvolvidos. Matéria-prima, ferragens, compactação da embalagem, sequência de montagem, ferramental, disposição dos painéis nos volumes, documentação...nada escapou!

validacao tecnica da montagem volta para sáo paulo
Retorno para São Paulo após um dia de intenso trabalho em Arapongas - PR
Esperamos que nossa pequena contribuição possa representar um marco importante dentro do segmento moveleiro, a questão do reconhecer e valorizar este elo da cadeia moveleira bem como seu papel fundamental para o segmento como um todo, Não somos descartáveis e muitos fabricantes começam a entender este raciocínio, segundo o qual a montagem é um atributo tão importante quanto o preço ou design.

Nossos profundos agradecimentos ao Elio e Guilherme Pavanato, Lucas Franco e Sidney Nakama se estendem à toda equipe Linea Brasil direta ou indiretamente envolvida no workshop, a qual acredita e apoia de maneira veemente a questão da qualidade na montagem.


Sucesso e boa semana à todos

Cláudio Perin

11/20/2015

Técnicas de Redução (Parte I): Móveis Planejados exigem o domínio de conceitos e procedimentos específicos na montagem

Móveis Planejados: Dominando o conceito das Técnicas de Redução (Parte I)

Sistema de Coordenadas Cartesianas Espaciais em R³ - (XYZ)


coordenadas cartesianas - moveis planejados: tecnicas de reducaoO sistema de coordenadas cartesianas, cujo objetivo é representar graficamente pontos, linhas, planos e espaços, é definido graficamente como planar (bidimensional) ou espacial (tridimensional). Não trataremos desta teoria em nossas postagens. Pontuaremos apenas que sistema planar é utilizado em plantas baixas e o espacial na construção de sólidos. Para o caso do mobiliário, caracterizado pelo volume (espaço que ocupa) a utilização do sistema em R³ torna-se a mais adequada em nosso estudo.

Na figura ao lado temos a representação gráfica de um objeto figurativo definido pelas coordenadas de origem (0,0,0) e pelo ponto (4,3,5) representando portanto um paralelepípedo reto, segundo o conceito da geometria. Quando imaginamos a forma mais recorrente dentro do mobiliário, o painel, observamos que ele pode ser representado graficamente da mesma maneira.

Sistema LAP

Evoluindo em nosso raciocínio, duas das principais ferramentas utilizadas na construção geométrica de sólidos, o AutoCad e o Solidworks partem de princípios relativamente distintos. AutoCad de maneira cartesiana e Solidworks pela construção de planos, onde guardados detalhes de produtividade, ambos desempenham com precisão os objetivos de representação espacial de um produto.
moveis planejados sistema lap

Entretanto o cliente, quem consome os móveis, precisa de uma definição menos matemática e mais conceitual. falamos então do sistema LAP, (Largura. Altura, Profundidade). 

Prostrando-se frente ao móvel, a largura L fica definida como a dimensão entre sua direita e esquerda, o X das coordenadas cartesianas.

Observamos a altura A definida como a dimensão que acompanha dos pés à cabeça do observador, o Y cartesiano (neste caso a vista frontal é o Plano XY do solidworks).

A profundidade P, o Z do plano cartesiano seria dada pela medida de plano frontal até o fundo do móvel observado, na direção em que apontamos para o móvel frontalmente observado.

O LAP, além dos móveis, é muito utilizado em eletrodomésticos e eletro eletrônicos. Medidas de geladeiras, fornos, micro ondas, lavadoras, aparelhos de ar condicionado, televisores (não em relação à tela) e diversos outros. Deve ser encontrado claramente em anúncios de produtos nas lojas físicas ou virtuais.

A ideia principal e evitar erros dimensionais através deste sistema de medidas, onde o cliente poderá certificar-se de que o produto cabe no espaço destinado. Apesar do sistema m´trico internacional ser o MKS (metro, kilo, segundo), temos visto que na prática o"centímetro" vem sendo majoritariamente utilizado no sistema LAP, dada sua proximidade de identificação e compreensão  pelo cliente.

Tipos de Redução em Móveis Planejados

Com relação ao resultado visual da redução do móvel, podemos classificá-la em 2 tipos morfologicamente distintos:

1) Redução por Estreitamento - É aquela em que o visual descritivo do produto não muda, os seja, permanece inalterada sua morfologia. Por exemplo, partimos de um Roupeiro 3 portas de correr e finalizamos o processo ainda com um roupeiro 3 portas de correr, onde as mudanças ocorridas são meramente dimensionais.
reducao por estreitamento a morfologia se mantem

2) Redução por Supressão de Elemento - Este tipo de redução altera a morfologia do produto. Tomando como partida um roupeiro com externamente 6 portas 6 gavetas, podemos chegar em um processo final no qual o produto resultante seja um roupeiro 5 portas 6 gavetas, onde o elemento suprimido foi 1 porta direita, que internamente possuía diversos outros elementos (neste caso as prateleiras) também suprimidos.

reducao por supressao de elemento



Antes de partir para o tema propriamente dito, torna-se necessário definir os tipos de redução em relação às coordenadas LAP, são eles:

1) Redução Unidimensional - Afeta apenas um dos eixos

  • Redução Unidimensional L (Redução de Largura)
  • Redução Unidimensional A (Redução de Altura)
  • Redução Unidimensional P (Redução de Profundidade)
2) Redução Bidimensional - Afeta simultaneamente 2 eixos

  • Redução Bidimensional LA (Redução de Largura e Altura)
  • Redução Bidimensional LP (Redução de Largura e Profundidade)
  • Redução Bidimensional AP (Redução de Altura e Profundidade)
3) Redução Tridimensional  - Afeta todos os 3 eixos coordenados

  • Redução Tridimensional LAP (Redução de Largura, Altura e Profundidade)
Lembramos aos nossos leitores que este assunto (Técnicas de Redução) já é classificado como um conteúdo avançado dentro da montagem de móveis e marcenaria. Desta maneira estaremos nos próximos capítulos detalhando os tipos de redução agora citados e evoluindo para os tópicos posteriores que esgotam o assunto, desde técnicas e ferramentas até as teorias que envolvem o processo de redução. Portanto, não percam...Os próximos capítulos.

Um bom final de semana a todos!

Cláudio Perin


11/08/2015

Montagem de móveis em novembro e dezembro POM: Black Friday e Natal, o ritmo puxado vai começar.

Black Friday e Natal somados ao dia das mães são as 3 melhores datas do ano

montagem de moveis pom black friday e natal
Entramos na reta final de 2015 e os montadores de móveis sabem que das 3 melhores datas do ano, duas estão por acontecer exatamente em menos de 50 dias. Black Friday e Natal. O Black Friday estrategicamente posicionado logo após a primeira parcela do décimo terceiro e o Natal após a segunda.

Aqui ocorrem os mais importante dos fatos, praticamente todas as empresas que comercializam móveis, reduziram seu efetivo de montagem em 2015. Portanto preparem-se, recursos terceirizados serão DECISIVOS para fechar a venda no cliente. Apresentaremos então algumas reflexões relevantes sobre este cenário.

Uma observação quanto à agenda do montador. Para regiões metropolitanas uma boa média seria o fechamento de 5 Ordens de Serviço diárias. A roteirização e zoneamento da montagem são técnicas fundamentais praticadas pelas redes varejistas por diversos aspectos.

O primeiro e mais relevante é que a redução do tempo de deslocamento é brutal não apenas pelas distâncias percorridas, mas principalmente pelo fato do montador conhecer melhor a região e portanto estar preparado para percorrer rotas alternativas e reduzir o tempo de procura pela localidade com numeração errada, falta de sinalização e outras dificuldades como retorno por ausência.

A segunda é que o montador de moveis trabalha mais motivado por estar em geral mais próximo de sua casa, sentindo-se mais seguro e mais focado no trabalho. Outro ponto a ser considerado é a questão da clientela. Assim como o carteiro do bairro, o montador do bairro passa a ser conhecido pelos moradores locais, gerando maior confiabilidade na contratação e no respeito profissional.

Para lojista e montador, a redução de custos acontece na medida em que é possível encaixar uma vistoria em meio a duas montagens já agendadas. O impacto deste procedimento acaba sendo inferior a 30 minutos neste caso, padrão de atraso aceitável por parte dos clientes já agendados para o dia.

Existem casos onde o zoneamento da montagem possibilita o fechamento de até 8 Ordens de Serviço no dia, mas isto são casos muito especiais na combinação de produtos e roteiros, isto não é um resultado fácil de se atingir.

Para o montador de móveis autônomo entretanto fica difícil trabalhar neste modelo, uma vez que não existe um volume de montagens para ser dividido, existem apenas os clientes do próximos 2 ou 3 dias. Este tipo de problema afeta alguns clientes que precisam de montagens imediatas. Para este caso, o montador precisa ter janelas em sua agenda diária ou então fazer um remanejamento deste atendimento.

O que não pode é tomar este tipo de decisão de maneira unilateral, o cliente precisa sempre estar em primeiro lugar. O Portal do Montador acredita que o cliente possa ser capaz de entender que contratar o montador mais próximo possa ser mais e eficiente em termos de agenda e na teoria também mais econômico.

Um poderoso argumento na hora da negociação é a questão da proximidade. O montador pode até não dar um desconto, mas certamente terá maior facilidade em planejar sua agenda, deixando esta montagem crítica para o final do dia, no retorno para casa. O cliente precisa também se atentar e conhecer as facilidades oferecidas pelo Portal do Montador, imprimir e exigir o preenchimento do termo de garantia, uma vez que o profissional é autônomo. Na mesma página encontra também para imprimir, o recibo pelos serviços prestados.

Tudo isto está disponível na página do perfil do montador. Como já falado em posts anteriores, montagens em horários alternativos noturnos, domingos e feriados podem gerar taxas adicionais por parte de alguns montadores. Isto varia caso a caso, mas existe e entendemos como uma prática justa por parte do montador que assim entende. Resta ao cliente tentar evitar horários e dias críticos e quando isso não for possível, saber negociar.

Segunda-feira começa a reta final, hora do algo mais na dedicação.

Bom trabalho à todos, 


C. Perin

11/02/2015

Orçamento CEGO pelo menor preço, entenda os perigos e armadilhas na montagem de móveis desta filosofia.

Cuidado com orçamentos automáticos pelo menor preço: Existe um compromisso com o resultado da montagem?


montador de moveis cuidado orcamento menor preco
O tempo passa e algumas práticas se mantém. O Portal do Montador sente-se na obrigação de alertar quem procura por prestadores de serviço autônomos, em nosso caso de montadores de móveis profissionais, sobre alguns detalhes que se passam de maneira despercebida antes da contratação.

Precisamos começar pela questão PREÇO e para isso criaremos uma situação hipotética. Suponha que você deseja comprar um Hunday HB 20 Confort 1.0 2013, apenas um exemplo ilustrativo. Neste momento obviamente irá procurar pelo melhor preço, tendo um valor referencial, isto é um processo natural do ser humano.

Diante do momento em que encontra uma opção abaixo do valor  de mercado, a primeira coisa que pensa é a de que existe algo errado com essa oferta. Documentação atrasada, veículo recuperado ou  algum tipo de defeito ou avaria oculta que certamente irão inviabilizar a compra, por mais vantajosa que seja com relação ao preço.

Pois bem, do outro lado você encontrou um veículo acima do preço de tabela, mas ao conversar com o vendedor, percebe argumentos tentadores para fechar essa compra. Contudo é preciso se assegurar de que os argumentos são verdadeiros, este é o grande dilema do negócio, a "credibilidade". Em uma outra situação, existem os preços medianos, mas é preciso peneirar para achar aquilo que tem em mente, a compra ideal. Caso contrário a frustração certamente será a sensação derradeira.

Pois bem, um segundo aspecto é a questão da origem da oferta profissional. Quem oferece este profissional, tem conhecimento técnico neste segmento de atuação? Ou oferece de tudo um pouco, simplesmente lançando nos braços do cliente um profissional qualquer, deixando-o à própria sorte quanto aos resultados. 

Seria o caso comparativo, uma agência especializada em veículos automotores e outra que vende carros, tecidos, alimentos, de tudo um pouco. Enfim, já deu para entender...QUEM SABE DO QUE ESTÁ FALANDO! Onde o cliente seria melhor atendido para tirar dúvidas sobre o veículo que deseja adquirir?

Então afaste-se da política cega do menor preço e a da diversidade profissional, pois elas são INIMIGAS da qualificação técnica. O que vale é conversar diretamente com o prestador de serviços e questionar os detalhes daquilo que realmente precisa saber antes da contratação. NÃO CONFIE em escolhas informatizadas que não garantem uma uniformidade de qualificação profissional mínima.

O Portal do Montador acredita no relacionamento direto cliente-fornecedor, onde existe uma trajetória de crescimento para aqueles que desejam se superar diariamente como profissionais. Além do mais, a política do menor preço traz consigo a exploração de pessoas desempregadas e desesperadas em busca de um resultado financeiro, seja ele qualquer, inclusive o suficiente apenas para as necessidades básicas do dia.

Temos visto certas  práticas acontecendo camufladas, uma política que destrói o valor técnico profissional. Para chegar ao ponto de ser classificado como montador de móveis profissional existem estágios de aprendizado necessários. Se você sabe abrir uma lata de tinta e espalhá-la com um rolo na parede, pode ser chamado de pintor e se anunciar? Quem vai assegurar que tem as habilidades mínimas para ser de fato um pintor?: Está é a grande questão que passa despercebida em nosso mercado e se aprofunda na mesma medida em que o dinheiro fica mais curto no bolso do consumidor.

Porém a escolha final sempre será do cliente, soberano para decidir o melhor custo benefício. Tudo o que podemos pedir e alertar é: DESCONFIE DO PREÇO BAIXO e QUESTIONE O PREÇO ALTO. Somente depois disso, tome uma decisão consciente por conta própria.

Sucesso a todos, pois com o final do ano as montagens estão se avolumando.

C. Perin