Montagem de Móveis Corporativos e Residenciais em diversas cidades do Brasil
Telefone Orçamento Montagem de Móveis Residenciais e Corporativos - Ligue Já Contrate um Montador POM - Click ou Toque para visualizar os telefones de orçamento por localidade.
 

11/20/2015

Técnicas de Redução (Parte I): Móveis Planejados exigem o domínio de conceitos e procedimentos específicos na montagem

Móveis Planejados: Dominando o conceito das Técnicas de Redução (Parte I)

Sistema de Coordenadas Cartesianas Espaciais em R³ - (XYZ)


coordenadas cartesianas - moveis planejados: tecnicas de reducaoO sistema de coordenadas cartesianas, cujo objetivo é representar graficamente pontos, linhas, planos e espaços, é definido graficamente como planar (bidimensional) ou espacial (tridimensional). Não trataremos desta teoria em nossas postagens. Pontuaremos apenas que sistema planar é utilizado em plantas baixas e o espacial na construção de sólidos. Para o caso do mobiliário, caracterizado pelo volume (espaço que ocupa) a utilização do sistema em R³ torna-se a mais adequada em nosso estudo.

Na figura ao lado temos a representação gráfica de um objeto figurativo definido pelas coordenadas de origem (0,0,0) e pelo ponto (4,3,5) representando portanto um paralelepípedo reto, segundo o conceito da geometria. Quando imaginamos a forma mais recorrente dentro do mobiliário, o painel, observamos que ele pode ser representado graficamente da mesma maneira.

Sistema LAP

Evoluindo em nosso raciocínio, duas das principais ferramentas utilizadas na construção geométrica de sólidos, o AutoCad e o Solidworks partem de princípios relativamente distintos. AutoCad de maneira cartesiana e Solidworks pela construção de planos, onde guardados detalhes de produtividade, ambos desempenham com precisão os objetivos de representação espacial de um produto.
moveis planejados sistema lap

Entretanto o cliente, quem consome os móveis, precisa de uma definição menos matemática e mais conceitual. falamos então do sistema LAP, (Largura. Altura, Profundidade). 

Prostrando-se frente ao móvel, a largura L fica definida como a dimensão entre sua direita e esquerda, o X das coordenadas cartesianas.

Observamos a altura A definida como a dimensão que acompanha dos pés à cabeça do observador, o Y cartesiano (neste caso a vista frontal é o Plano XY do solidworks).

A profundidade P, o Z do plano cartesiano seria dada pela medida de plano frontal até o fundo do móvel observado, na direção em que apontamos para o móvel frontalmente observado.

O LAP, além dos móveis, é muito utilizado em eletrodomésticos e eletro eletrônicos. Medidas de geladeiras, fornos, micro ondas, lavadoras, aparelhos de ar condicionado, televisores (não em relação à tela) e diversos outros. Deve ser encontrado claramente em anúncios de produtos nas lojas físicas ou virtuais.

A ideia principal e evitar erros dimensionais através deste sistema de medidas, onde o cliente poderá certificar-se de que o produto cabe no espaço destinado. Apesar do sistema m´trico internacional ser o MKS (metro, kilo, segundo), temos visto que na prática o"centímetro" vem sendo majoritariamente utilizado no sistema LAP, dada sua proximidade de identificação e compreensão  pelo cliente.

Tipos de Redução em Móveis Planejados

Com relação ao resultado visual da redução do móvel, podemos classificá-la em 2 tipos morfologicamente distintos:

1) Redução por Estreitamento - É aquela em que o visual descritivo do produto não muda, os seja, permanece inalterada sua morfologia. Por exemplo, partimos de um Roupeiro 3 portas de correr e finalizamos o processo ainda com um roupeiro 3 portas de correr, onde as mudanças ocorridas são meramente dimensionais.
reducao por estreitamento a morfologia se mantem

2) Redução por Supressão de Elemento - Este tipo de redução altera a morfologia do produto. Tomando como partida um roupeiro com externamente 6 portas 6 gavetas, podemos chegar em um processo final no qual o produto resultante seja um roupeiro 5 portas 6 gavetas, onde o elemento suprimido foi 1 porta direita, que internamente possuía diversos outros elementos (neste caso as prateleiras) também suprimidos.

reducao por supressao de elemento



Antes de partir para o tema propriamente dito, torna-se necessário definir os tipos de redução em relação às coordenadas LAP, são eles:

1) Redução Unidimensional - Afeta apenas um dos eixos

  • Redução Unidimensional L (Redução de Largura)
  • Redução Unidimensional A (Redução de Altura)
  • Redução Unidimensional P (Redução de Profundidade)
2) Redução Bidimensional - Afeta simultaneamente 2 eixos

  • Redução Bidimensional LA (Redução de Largura e Altura)
  • Redução Bidimensional LP (Redução de Largura e Profundidade)
  • Redução Bidimensional AP (Redução de Altura e Profundidade)
3) Redução Tridimensional  - Afeta todos os 3 eixos coordenados

  • Redução Tridimensional LAP (Redução de Largura, Altura e Profundidade)
Lembramos aos nossos leitores que este assunto (Técnicas de Redução) já é classificado como um conteúdo avançado dentro da montagem de móveis e marcenaria. Desta maneira estaremos nos próximos capítulos detalhando os tipos de redução agora citados e evoluindo para os tópicos posteriores que esgotam o assunto, desde técnicas e ferramentas até as teorias que envolvem o processo de redução. Portanto, não percam...Os próximos capítulos.

Um bom final de semana a todos!

Cláudio Perin


0 comentários:

Postar um comentário