Montagem de Móveis Corporativos e Residenciais em diversas cidades do Brasil
Orçamento montador de móveis POM
 

4/02/2015

Dobradiças de Caneca (Parte I): Tipos de calços, aplicações e regulagem na montagem de móveis

Dobradiças de Caneca: Os dispositivos atualmente mais difundidos nas portas dos móveis residenciais e comerciais (Parte I)

Dobradiça de Caneca - Portal do Montador
Montadores de Móveis do Brasil, continuando com nossa proposta pela busca na qualidade da montagem, abordaremos neste post com maior profundidade, um tema valioso que muitos de vocês embora conheçam diariamente na prática, nunca observaram com riqueza de detalhes na teoria, as dobradiças.

Os dois principais tipos atualmente disponíveis no mercado são as dobradiças de pressão mais conhecida como “dobradiça de caneca” e as dobradiças pivotantes, usadas basicamente em portas que necessitam de um grande ângulo de abertura ou necessitam ser “invisíveis”. Especificamente neste post, trataremos das "Dobradiças de Caneca", que são classificadas em três nomenclaturas distintas, de acordo com o engate do braço no calço de fixação:
  • Dobradiça de olhal - com encaixe superior através de orifício de ajuste;
  • Dobradiça de engate rápido (Slide On ou deslizante) - com encaixe por trás através de abertura com garras;
  • Dobradiça clip - com encaixe fácil através de dispositivo de engate.
Saber as distinções de funcionalidade entre elas é algo nem sempre fácil, caso o montador não esteja familiarizado com suas respectivas características técnicas. A escolha das dobradiças está diretamente relacionada à qualidade e durabilidade que se pretende dar ao móvel, uma vez que elas estão entre os componentes mais solicitados no uso diário.

diferença básica entre os tipos de dobradiças de caneca disponíveis no mercado é a quantidade de regulagens que possibilitam. Obviamente que encontramos complementarmente as que contém algum tipo de sistema integrado. Ilustrativamente podemos citar as que incorporam dispositivos de amortecimento, as com variação na forma de fixação do calço e as que apresentam até mesmo outras facilidades distintas.
  
 As dobradiças de caneca são popularmente difundidas por:
  1.  Dispensar o uso de fechos nos móveis
  2.  Dispensar a fixação em topos de porta
  3.  Permitir que a dobradiça seja embutida no móvel ainda conferindo regulagens na porta
Entre os modelos mais comuns de dobradiças de caneca (pressão) estão a Reta ou Baixa, a Curva ou Alta e a Super Curva ou Super Alta (também chamada de Embutir). Existe adicionalmente uma variedade considerável de dobradiças com funções especiais disponíveis no mercado, o que torna extremamente importante aprender e entender os diferentes cenário de uso ou aplicação destas ferragens.

As dobradiças com sistemas de amortecimento (uma tendência bastante atual, pois evitam ruídos e garantem suavidade no fechamento) são um bom exemplo de aplicação do sistema integrado. Temos também as dobradiças com controle da tensão da mola, que permitem que se regule a força de fechamento da porta, sendo este um cenário bastante recorrente.

Complementarmente, existem dobradiças com formas de fixação especiais, como as de caneca expansível, que usadas em conjunto com um calço linear, permitem que se esconda os parafusos de fixação. Na figura à seguir, exibimos uma das dobradiças de caneca mais difundidas no mercado, com o sistema de encaixe rápido (Slide On).

A grande vantagem deste encaixe (slide on) é que o profissional da montagem pode colocar todas as dobradiças ao mesmo tempo e depois fazer a regulagem e a fixação. Subdividindo-se ainda as dobradiças de caneca de engate rápido, existem basicamente 3 variantes dentro deste grupo, relacionadas ao posicionamento das portas em relação às laterais dos móveis.


Reta (Baixa) - Ideal para uma porta totalmente sobreposta ao montante do móvel. Na maioria das vezes este tipo de dobradiça é utilizado em armários de cozinha;

Cobrimento máximo, 0 mm de curvatura A porta fica diante do lado do corpo do móvel, deixando lateralmente uma folga mínima, apenas suficiente para garantir a abertura da porta em segurança. Em alternativa, pode-se optar pelo cobrimento total da porta (máx. 19 mm). Neste caso, deverá ser deixado de lado um espaço suficiente para a folga mínima requerida.

Curva (Alta) - ideal para porta parcialmente sobreposta ao montante do móvel. Normalmente são utilizadas em dormitórios e em móveis onde as duas portas abrem no meio;

Cobrimento parcial, 9,5 mm de curvatura Neste caso, há duas portas diante de um painel central, a folga total requerida entre eles. Isso significa que em cada porta há um menor cobrimento e que são usadas dobradiças curvadas.


Super Curva (Super Alta) - porta embutida no montante do móvel

Trabalhar por dentro, 16 mm de curvatura. A porta está localizada dentro do corpo do móvel, ou seja, junto ao lado do corpo do móvel. Também aqui, é necessária uma folga que permita uma abertura segura da porta. São usadas, neste caso, dobradiças com uma curvatura acentuada.



Opções de Montagem de Portas:


A folga mínima, também chamada deflexão de porta, é o espaço necessário para abri-la. Esta folga depende da distância da base, da espessura da porta e do tipo de dobradiça.

Portas com arestas arredondadas reduzem a folga exigida. A folga é apresentada em uma tabela fornecida para cada tipo de dobradiça. Para configurações de cobrimento parcial, a folga total entre as portas deve corresponder a duas vezes a sua folga. Ambas as portas podem ser abertas simultaneamente.


Para configurações de recobrimento parcial, a folga total entre as portas deve corresponder a duas vezes a sua folga. Ambas as portas podem ser abertas simultaneamente. 

Parte II - Continua no próximo post...

0 comentários:

Postar um comentário