Montagem de Móveis Corporativos e Residenciais em diversas cidades do Brasil
Orçamento montador de móveis POM
 

4/04/2015

Dobradiças de Caneca (Parte II): Tipos de calços, aplicações e regulagem na montagem de móveis

Dobradiças de Caneca: Os dispositivos atualmente mais difundidos nas portas dos móveis residenciais e comerciais (Parte II)

Dobradiça de Caneca - Portal do Montador
Dando continuidade ao post anterior, não abordaremos as dobradiças do tipo olhal, dado que sua aplicação difere de nossos interesses, sendo entretanto largamente utilizadas na construção civil.

O mercado também dispõe de um modelo de dobradiça de caneca considerado mais sofisticado, o Clip.

Com este tipo de encaixe, o profissional da marcenaria faz a fixação, regula toda a porta e depois, pode retirá-la deixando para finalizar a montagem no próprio local onde o móvel permanecerá, tudo isso, sem perder a regulagem efetuadas.

Os encaixes tipo Clip oferecem mais rapidez e agilidade na colocação, entretanto o fator preço deve ser considerado. Este tem sido um fator de sua pequena utilização nos móveis convencionais seriados populares.

As dobradiças possuem uma padronização de diâmetro das canecas, sendo portanto oferecidas em 3 medidas principais, 26 mm, 35 mm e 40 mm. A profundidade da caneca de uma dobradiça pode variar conforme seu diâmetro, tipo de fabricante e tipo de uso. As dobradiças para perfil de alumínio se diferenciam apenas pela maneira de fixação, pois seu perfil é mais estreito. A capacidade de carga e a regulagem são as mesmas.

Portas de vidro são um caso à parte dentro das dobradiças de caneca, visto que não falamos em profundidade da caneca e sim em espessura do vidro, embora a engenharia da caneca seja substituída, o sistema construtivo do corpo normalmente se mantém.

Dobradiça para porta de VidroAlém da medida do diâmetro, outra característica importante é o ângulo de abertura, que costuma variar de 94° a 165°. A função do ângulo de abertura é facilitar o acesso para dentro do s móveis, como no caso dos armários de canto, que requerem uma abertura de porta diferenciada para o acesso interno.

Tomando como exemplo um armário com um gaveteiro interno, a existência de um ângulo de 110° já é confortável para abrir as gavetas sem correr risco de bater nas portas do armário. O ângulo de abertura com 165° normalmente aplica-se em para armários com gavetas, corrediça telescópica ou espelhos na porta do armário, o de 270° é indicado para armários de escritório com corrediça de pasta suspensa onde além do giro ocorre o movimento basculante.
Dobradiça de Caneca - Ângulo de AberturaDentro das características técnicas das dobradiças, existem aquelas utilizadas em armários de canto ou qualquer aplicação que exija um ângulo de fechamento entre a porta e o montante (lateral ou divisória) diferente de 0° (porta alinhada) ou 90° (porta no topo). Para este caso existem dobradiças com ângulos especiais. Os mais comuns encontrados no mercado são:


  • A +30°  para armários com ângulo de 120º entre a porta e o montante
  • A +45°  para armários com ângulo de 135º entre a porta e o montante
  • A -45°   para armários com ângulo de 45º entre a porta e o montante
Dobradiça - Ângulo da CanecaO ângulo -45° pouquíssimo conhecido, possui aplicações limitadas, dado o baixo aproveitamento de espaço interno que oferece ao mobiliário. Entretanto possibilita soluções interessantes na modulação de espaços específicos com geometria complexa, normalmente exigidos no design mais elaborado de interiores onde não se deseja o uso de cantoneiras, por exemplo.

Uma característica fundamental da dobradiça de caneca está relacionada com sua capacidade de carga (o peso de porta que é capaz de sustentar). O número de dobradiças necessário para cada porta não pode ser generalizado, é preciso fazer contas e verificações práticas.

As variáveis mais importantes são altura, largura e o peso da porta. Em casos especiais como armários com espelhos e portas diferentes do usual recomenda-se efetuar um teste de montagem. Com relação às portas fabricadas em MDP e MDF, recomenda-se utilizar a quantidade de dobradiças especificada no gráfico à seguir.



Para casos diferentes do exposto, os fatores que efetivamente contam variam muito de caso para caso. Por isso, as quantidades indicadas no gráfico deverão ser entendidas como meros valores de referência. Em caso de dúvida, é aconselhável fazer um teste de montagem para experimentar, ou então optar por aplicar mais dobradiças.


Dobradiça com Pistão
Em relação ao fechamento da porta, no momento da atuação de mola da dobradiça, encontramos variantes interessantes sobre o mesmo tema com o objetivo de reduzir ou ruido ou suavizar a velocidade de fechamento através do amortecimento do movimento. Alguns casos com molas de atuação sofisticada também oferecem movimentos suaves e uniformes.

OS sistemas mais caros existem nas dobradiças dotadas de pistão hidráulico ou à gás e mecanismos externos como o TIP ON que atenuam o fechamento bem como expulsam a porta quando comprimidos, neste caso a utilização segue em conjunto com dobradiças sem o CLIC de fechamento.

Tip OnObserve que o uso do TIP ON exige furações complementares nos elementos que serão usados como batentes das portas. O grande charme do sistema TIP ON é a possibilidade de abrir a porta exercendo uma leve pressão sobre a mesma. O BLUEMOTION é um mecanismo de amortecimento mais elaborado, mas que segue o mesmo conceito de atenuação do movimento..



Um comentário:

  1. Olá!
    Muito interessante esta matéria, estava com algumas dúvidas mas fiquei com outra.
    É possivel utilizar o TIP ON com uma dobradiça bluemotion? Pq eu fico imaginando se o TIP ON vai ter força pra empurrar a dobradiça.
    obrigado

    ResponderExcluir