• Visite •

22 de novembro de 2014

Samuel Klein, o patrono da montagem de móveis no Brasil

Uma homenagem justa àquele que tanto fez pelos montadores de móveis do Brasil

Samuel Klein um mito entre os montadores de móveis
Uma modesta despedida para nosso herói
Aqui mesmo no Portal do Montador, nosso primeiro post, teria obrigatoriamente que falar sobre Erie J. Sauder, o inventor dos móveis desmontados, um americano de Ohio, responsável pela origem da profissão de montador de móveis no mundo.

Quando falamos em Brasil, traçamos um paralelo na história e imediatamente surge um mito poderoso, desta vez um polonês, inclusive para aqueles que como eu, não foram seus funcionários nem o conheceram com  maior aproximação.

Falamos de Samuel Klein, carpinteiro, que também como Erie J. Sauder, iniciou sua vida profissional ligada ao mobiliário, . Dentro de nossa visão, o patrono dos montadores de móveis do Brasil, mesmo nem tendo nascido neste solo brasileiro.

Torna-se necessário explicar aquilo que muitos montadores que não tiveram a honra de servi-lo nas Casas Bahia não sabem. Precisam ouvir sobre este homem, além de tudo aquilo que foi publicado ontem e hoje, assuntos de menor importância para a mídia, mas para nós extremamente valiosos, capazes de encher o peito de muitos montadores de móveis que com ele conviveram, porque retratam uma relação de respeito e admiração entre as partes. Uma sintonia entre origens e realizações, entre sonhos e realidade.

Existe uma grande proximidade entre sua história repleta de desafios e dificuldades, inclusive de sobrevivência, com uma classe humilde e batalhadora que surgia na época em que as Casas Bahia cresciam para ser o que hoje todos conhecem. Esta classe foi fundamental dentro do processo de estruturação de sua rede de lojas, a classe dos montadores de móveis. 

O império por ele construído passou pelas mãos de diversos montadores que além de Bartira (a fábrica de móveis por ele fundada), montaram Gepime, Sakai, Bergamo, Pozza, Madecenter, Galdêncio e diversas outras marcas (me perdoem por não citar todas) que alguns montadores atuais simplesmente desconhecem. Nem todas comercializadas pela rede de lojas na época, é verdade, mas que remetem ao tempo do qual falamos, um tempo que que tudo se materializava com muito suor e esperança.

Qual montador antigo não se recorda da preocupação do patrão em fornecer nos uniformes calças com joelheiras acolchoadas, preocupado com a saúde dos montadores que transformavam os sonhos dos clientes em realidade. Os joelhos não podiam doer, isto porque ele conhecia de perto a questão do trabalhar ajoelhado, a profissão de montador de móveis não era para ele um assunto teórico. Consumidores observam atualmente a diversidade de eletro-eletrônicos no mix de vendas da rede, mas não sabem que depois dos cobertores e roupas de cama, vieram também os móveis.

Muitos recordam com saudade das reuniões com os grupos de montagem, presididas pelo próprio comandante, que não abria mão do contato direto com os montadores conforme a empresa crescia, e assim foi por todo o tempo antes de passar o bastão do comando. Citamos as primeiras cestas básicas extremamente sortidas, distribuídas em uma época em que isso nem era lei. Os salários pagos aos montadores de sua rede era referência de mercado como um teto que a concorrência nunca cobria. Decididamente talvez seja RESPEITO a palavra que melhor definia esta relação entre o patrão ídolo e seus comandados fãs.

Falamos nesta mitificação porque o Sr. Samuel Klein era para os montadores de móveis a prova viva de que era possível acreditar em dias melhores e vencer na vida, ali estava presente alguém que venceu superando dores inimagináveis e perdas que desafiam a compreensão humana do sofrimento. Ele era feliz, e tinha sempre uma palavra de conforto ou um abraço de motivação. Quando ele afastou-se do comando parecia que algo familiar estava se perdendo...

Mas temos muito mais, recordamos a criação da escola de montadores, iniciativa da qual ele se orgulhava por poder passar à frente parte de sua própria vida ainda na Alemanha, nos ofícios de carpintaria e marcenaria, era preciso compartilhar este conhecimento. São Caetano do Sul é uma cidade onde o legado do montador de móveis é enorme e ainda transpira em algumas edificações, são muitas histórias de sofrimento e conquista, verdadeiras batalhas, local de acolhida para muitos retirantes que chegaram de bolsos vazios e corações transbordando de esperança.

Não sou a pessoa mais indicada para contar essas histórias, isto porque simplesmente repito aqui o que me passaram montadores de móveis que hoje estão na faixa dos seus 60 anos de idade, mais velhos que eu, alguns ainda em atividade. Mas que diante da emoção do momento não seriam capazes de retratar o que realmente desejariam expor.

A mídia falou sobre o crédito fácil, a confiança, o ato de saber vender aos menos favorecidos, mas este comportamento, muitos não sabem, estendia-se também ao ato de entender os funcionários nas mesmas condições sociais e isto não foi amplamente falado e precisa ser aqui reforçado.

José dos Reis Filho, natural de São Bernardo do Campo e hoje com 50 anos conta que começou na Bartira em 1984, e como levava jeito para a montagem, foi logo transferido para o posto de montador na assistência técnica da filial 8 no Bairro dos Casa.

Como fato marcante, conta que certa vez em uma reunião com o Sr. Klein na filial 02 de Diadema, foi questionado junto aos demais montadores presentes, sobre o que poderia ser feito para melhorar os resultados da equipe em termos de qualidade da montagem. 

Dentre as diversas solicitações posteriormente atendidas, houve uma imediata. Embora não relacionado com o tema qualidade, os montadores pediram 20% de aumento. O Sr, Klein ligou para o RH ao final da reunião, aprovando um aumento imediato de 10% já para o mês vigente. Posteriormente as demais solicitações foram sendo atendidas dentro de um plano de ação estabelecido.

Em 1986 já prestava serviços como autônomo, sempre atingindo metas de produtividade, mas as Casas Bahia queriam mais, foi contratado o Senai, que serviu a empresa em diversas unidades, na Mooca, no Brás e mesmo em São Bernardo, onde o foco dos trabalhos manteve-se sempre constante, a qualidade na montagem.

O que podemos afirmar com total convicção é que o Sr. Samuel Klein representa uma fase romântica e nostálgica da história dos montadores de móveis no Brasil e que gostaríamos que alguém fosse capaz de retratar melhor tantas histórias de montadores contadas boca a boca, que não podem se perder no tempo, dado que a mídia não cobre este ângulo de seu legado como ser humano, olhando sob o ponto de vista dos montadores de móveis.

Sr. Klein, sentiremos saudades, mesmo pessoas como eu que apertaram brevemente sua mão e escutaram apenas um simples boa tarde!

17 de novembro de 2014

Sucesso: Reconhecimento Profissional como Montador de Móveis

O Sucesso é fruto de Determinação, Garra, Vontade, Destino...ou da PERSEVERANÇA?

Montador de Móveis - Determinação e Perseverança
Sim, existem realmente empreendedores especiais, aqueles que parecem ter nascido determinados a atingir seus objetivos, os quais nada abala a fé, nada atropela o foco em seguir um caminho de trilhas previamente planejadas, executadas com perfeição durante sua trajetória profissional..

Sim, também existem os empreendedores cheios do que chamamos sorte, aqueles que tropeçam quase que por acaso nas pedras chamadas oportunidades, causando inveja naqueles que não puderam executar o mesmo movimento no mercado, mesmo que muitas vezes estando em condições de superioridade em um dado momento.

O debate é antigo e famoso, muitos dirão que quanto mais trabalham, mais sortudos ficam. Porém existem aqueles que trabalham excessivamente e incansavelmente sem ver a sorte chegar. Mas afinal, o que seria o sucesso para um montador de móveis?

Todos sabem que não é uma profissão como dizem, para "enricar", o montador de móveis trabalha duro e sabe que socialmente e profissionalmente o reconhecimento poderia ser melhor. Mas acontece que mesmo em momentos de crise, existem alguns montadores de móveis conseguindo resultados financeiros maiores que um caixa de banco ou um gerente de postos de combustível, por exemplo.

Mas então vem a pergunta que todos os montadores de móveis do Brasil desejam ter a resposta de maneira efetiva e conclusiva: "O que preciso fazer para ser um montador de móveis de sucesso?"

Longe de dar uma receita infalível, o Portal do Montador na verdade pretende pontuar alguns requisitos básicos para que isto aconteça em sua vida, sendo assim, é o que faremos à seguir.

A primeira de todas as regras, o RECONHECIMENTO não aparece da noite para o dia, é preciso tempo e dedicação, anos de trabalho serão necessários.

Segunda questão, o PERFECCIONISMO precisa estar antes de todo e qualquer objetivo financeiro, ou seja, o melhor pagamento por um trabalho bem feito é exatamente O TRABALHO BEM FEITO.

Terceira verdade, a própria palavra VERDADE, nunca tente enganar seu cliente, pois estará enganando a você mesmo. Honestidade e Retidão fazem parte do caminho do sucesso, ao menos para aqueles que desejam atingi-lo através do MÉRITO, pois o sucesso pela deslealdade tem um sabor AMARGO na consciência dos que a praticam, durma em paz!

Quarta constatação, como funcionário com carteira assinada o montador de móveis sempre estará mais protegido, mas é apenas como AUTÔNOMO que ele poderá atingir os limites dos resultados financeiros, pois ficará com TODO o fruto de seu trabalho. Portanto, se você não está disposto a dar o seu melhor, a encarar os seus limites, então continue funcionário.

Mais uma forte constatação, gaste um pouco de seu tempo conversando com o cliente, o relacionamento pessoal abre novas portas e oportunidades nem sempre visíveis.

Sexto mandamento, tenha seu site e ANUNCIE seu trabalho. O Portal do Montador consegue ser um ponto de referência para os montadores de móveis profissionais, mas NUNCA aconselhamos o montador de móveis a não ter seu site, blog ou facebook. Porém, verão com o tempo que trabalhando conosco, seu site ou demais mecanismos de publicidade serão secundários, mas DEVEM continuar existindo.

Sétimo, acredite em você, acredite em sua capacidade, mas caso sinta-se pouco preparado, corra atrás de investir em treinamento e estude um pouco mais, o SABER não ocupa espaço em nossa cabeça, sempre cabe mais...

Oitava evidência presente no montador de móveis de sucesso. PACIÊNCIA, pois montar móveis é um ritual que precisa ser praticado com calma e ritmo. Calma para seguir as etapas necessárias e RITMO par que sejam executadas com segurança e produtividade.

Em nono lugar vem a confiabilidade, cumpra os horários, cumpra o combinado, seja CONFIÁVEL para seu cliente, seja o profissional que FAZ a diferença. Pense e aja como um montador POM, olhe a garra nos olhos do menininho da imagem, pense nisso. Se ele pode, você também...

Para terminar, seja uma pessoa simples, amistosa e solícita. esteja preparado para SERVIR ao próximo, lembre-se que ele procura por conforto e você preciso oferecer este conforto para que sua vida também se torne mais CONFORTÁVEL.

Concluindo mais uma vez, sucesso, muito trabalho e SORTE também...por que não?


C. Perin

8 de novembro de 2014

Montadores de Móveis Credenciados POM agora com Servidor Dedicado

O Portal do Montador POM 2.0 agora conta com maior capacidade de acesso Web 

Montador de Móveis POM em Servidor Dedicado
O cliente que contrata um montador de móveis torna-se a cada dia mais exigente, isto é um fato. Dentro deste mecanismo de crescente aumento do nível de exigência do consumidor, encontra-se vinculada a questão da disponibilidade de informações à respeito do profissional da montagem selecionado.

A internet alterou radicalmente a forma pela qual as relações comerciais são estabelecidas, hoje existe a consulta, a comparação e a verificação do histórico do montador de móveis de maneira imediata. Atentos a este movimento, sabemos que não basta selecionar os melhores profissionais, é preciso criar um ambiente de experiência positiva para quem procura por um bom montador de móveis, em qualquer localidade do Brasil.

Começamos tímidos, como todos começam, mas chegou um momento onde telefonia 3G e nosso site precisavam se relacionar de uma maneira mais positiva. Quem utiliza um desktop ou notebook com rede ethernet ou wifi, não percebe a diferença que faz um servidor dedicado. Mas quem acessa via celular conhece de perto o frustração de sites que simplesmente demoram para carregar.

Quem procura um montador de móveis, o quer fazer de maneira rápida, assim como quem procura um filme no cinema, ou um outro assunto de interesse em um dado momento. Iludem-se aqueles que imaginam que o cliente fará diversas consultas ou variados orçamentos. Não, ele quer preço e qualidade, mas também quer contratar com confiança, obviamente ele quer TUDO. Irá comparar no máximo 3 montadores antes de sua decisão.

Atentos a este comportamento, temos trabalhado para que o POM 2.0 ofereça tal tipo de resposta, pois aqui estarão os melhores profissionais, aqueles que desejam participar do mercado de uma maneira moderna e profissional. Introduzimos os serviços de geolocalização, a integração com o WhatsApp e recentemente o posicionamento via GPS. Sim, podemos estar à frente da realidade, mas não estamos à frente do futuro que se aproxima.

Decididamente 2014 foi o ano em que a profissão de Montador de Móveis passou de "falta de opção" para "opção de realização profissional", mas isto as pessoas levarão ainda um tempo para perceber e constatar, muitos montadores e móveis autônomos trabalham calados construindo um futuro empreendedor. Quem entra em nosso site, já respeita estes profissionais e sabe que aqui existe solução de verdade, nada de meias palavras, nada de meias montagens, nada de meias verdades...

Quem imaginava que o site de um montador de móveis estaria integrado ao geo-posicionamento 5 anos atrás? Quem imaginaria o site de um montador integrado ao WhatsApp antes de diversas conceituadas empresas? Quem poderia localizar o posicionamento de um montador de móveis em tempo rreal via GPS? Quando um montador de móveis poderia sozinho arcar com os custos de um Servidor Web Dedicado?

São as preguntas que comprovam que olhamos para o futuro, mas não ficamos parados, caminhamos nesta direção. Este tipo de movimento gera como efeito a CONFIANÇA do consumidor. Esta variável, consegue transformar a expectativa de resultado em algo mais valioso que o preço do orçamento.

Chegamos ao final deste post mas não da caminhada, montadores de móveis credenciados POM serão referenciais de mercado, www.portaldomontador.net este JÁ É o ponto de referência da montagem de móveis no Brasil.

C. Perin

28 de outubro de 2014

Montadores POM GPS Online - Produtividade e Tecnologia

Busca de Montadores POM por GPS Online - Tempos de produtividade chegaram!

Montador de Móveis POM GPS Online
Estamos extremamente felizes desde a madrugada passada. Dia 27/10/2014 será um marco para o POM. Atingimos finalmente um dos principais objetivos previamente planejados desde nosso lançamento, colocar o montador de móveis POM em situação ONLINE nas buscas dos clientes que procuram por estes profissionais.

Alguns se perguntam, mas o que muda com isso? Simplesmente tudo, chegamos em uma situação onde os anúncios com endereços fictícios por montadores que utilizam esta prática tem os dias contados. O cliente quer a verdade e a verdade aí se encontra no mapa em tempo real. Será possível localizar o profissional em ação onde ele efetivamente está, decidindo assim por sua contratação ou não. Terminaríamos com a tortura de montador que marca e não vai e tantos outros problemas conhecidos neste mercado. O profissionalismo consiste em ter credibilidade, esta é nossa maior aposta. Lugar de montador é na rua fazendo montagens, não atrás de uma escrivaninha atendendo telefonemas e agendando subcontratação...

O montador de móveis sabe que precisa ralar, isso nunca foi novidade. A novidade agora é outra, a PRODUTIVIDADE, à partir do momento que sendo visto online, o montador poderá encaixar os trabalhos sempre nas imediações, reduzindo os deslocamentos e aumentando o tempo de montagem. O resultado todos já sabem, melhor qualidade de vida com menos correria e um melhor desempenho financeiro dado o aumento das horas produtivas de trabalho.

Porém, nem tudo são flores, o consumidor ainda precisa adquirir este novo hábito. Não vai ser da noite para o dia, afinal, falamos de algo que simplesmente não existia e assim vem agindo o Portal do Montador. O processo de mudança também é lento, exige que os montadores de móveis encarem agora mais que nunca o SMARTPHONE como uma ferramenta de trabalho. Tem que adquirir um bom aparelho celular, não é luxo...é necessidade. Usar o GPS, tirar fotos, passar e-mail, organizar a agenda, acessar o site...e se divertir com uma boa música no horário de descanso.

Um outro grande desafio, a entrevista dos profissionais e o processo de inclusão no mapa online leva tempo, alias bem maior do que gostaríamos. Então o único caminho é este, a base de dados vai sendo tecida na forma de rede, lenta e gradualmente, porém de maneira sólida e definitiva.

Fabricantes já se alinham a esta nova realidade e temos recebido elogios e apoio de diversos deles, mas poderiam ser muito mais, paciência é a palavra de ordem neste trabalho de construção de parcerias.

Na verdade o mercado sente que a mão-de-obra de montagem sofreu uma forte valorização nos últimos 4 a 5 anos. Alguns lojistas se adequam dentro desta realidade terceirizando este tipo de atividade. O caminho parece ser lógico, mas o montador profissional não pode se enganar. Agora é preciso investir em capacitação e garantir o posto de terceirizado com as lojas ou então fortificar sua presença nas montagens de e-Commerces ou mudanças e reparos nas imediações.

Sim, o mundo tem mudado a taxas cada vez mais velozes e temos mostrado o caminho baseado em uma equação muito simples: Qualificação + Tecnologia =  Produtividade. Talvez seja essa a essência do POM, porque conseguimos ver o mundo da montagem de móveis funcionando de uma maneira diferente, mais organizada, onde montadores qualificados não se desiludam com a profissão ao depararem-se  com uma concorrência desleal no quesito preço, sem a contrapartida no quesito qualidade.

O consumidor também começa a entender que existem severas diferenças de qualificação ou especialização entre montadores. Dentro desta reflexão, ganha o montador, ganha o mercado e ganha o cliente. Não falamos de ganhar em preço e sim de ganhar ao ver as coisas simplesmente funcionando, como deveria ter sido desde o início.

Trabalhamos a parte da Tecnologia e sentimos que precisamos trabalhar mais fortemente a parte da Qualificação, baseados nisso seguiremos um caminho que possui muita esperança ladeando sua trajetória.

A ideia existe e todos sabem o poder de uma ideia.. São por enquanto poucos profissionais, mas já existe um mapa de montadores de móveis em tempo real neste link MONTADORES DE MÓVEIS POM ONLINE


Sucesso aos montadores de móveis do Brasil

C. Perin

8 de outubro de 2014

WhatsApp - Montadores de Móveis com Perfil Integrado

Portal do Montador integrado ao WhatsApp em www.portaldomontador.net

Montador de Móveis POM WhatsApp
Integração com o WhatsApp, mais uma etapa cumprida, seguimos em frente com nossa proposta de facilitar a vida dos consumidores que buscam por montadores de móveis profissionais no Brasil.

Acreditamos que passos importantes foram dados nos últimos meses, pois alguns fabricantes já entenderam e assimilaram nossa proposta. Esses mesmos fabricantes começam a colher os frutos de conseguir assegurar de uma maneira mais eficiente o sucesso das montagem no campo. 

Vistorias e procedimentos de assistência técnica terão sensível redução de custos na medida em que o mercado aprenda a utilizar o Portal do Montador a seu favor, estaremos acompanhando o grau de aderência e os níveis de funcionalidade de nossos serviços junto aos fabricantes que começam a engrossar a lista de nossos associados.

A ferramenta não se restringe apenas a este cenário, muitos lojistas que não possuem montadores CLT poderão usufruir da ferramenta de uma maneira extremamente rápida, enviando o link do montador cadastrado no POM para o cliente que adquiriu seus produtos.

Seguindo nesta linha de usos possíveis para o POM 2.0, imagine que um amigo seu precisa de um montador de móveis profissional, com um simples click terá em mãos em seu telefone o perfil do montador credenciado POM.

Mais além, o próprio montador de móveis credenciado POM pode enviar seu perfil para os clientes recém adquiridos. Temos assim uma sistemática de aproximação entre clientes e montadores de móveis, das quais já participam alguns fabricantes, a cadeia tende a crescer...

No presente momento temos uma vasta frente de trabalho, uma vez que precisamos alimentar os currículos, fotos e demais detalhes de cada montador, tudo isso acontecendo simultaneamente com as entrevistas de certificação dos montadores de móveis. Alguns demoram, outros não possuem as habilidades de informática suficientes e tudo isto precisa ser contornado.

Ainda de uma maneira tímida, alguns clientes começaram a utilizar o facebook e a própria ferramente de comentários do site, alimentando o perfil do montador com elogios e feedback das montagens executadas. Como nem tudo é perfeito, comentários que não se refiram aos serviços prestados ou que possuam caráter pessoal pejorativo serão prontamente excluídos.

O Portal do Montador iniciou suas atividades de uma maneira lenta e gradual, temos tomado os passos necessários nas direções corretas, nem sempre na velocidade que todos gostariam, mas estejam certo que tentamos fazer o possível ao nosso alcance. Muitos esperam milagres, mas existem restrições de recursos humanos, financeiras e de outras naturezas.

As vendas de final de ano estão chegando, por maior que seja a crise que possam citar, ainda não vimos historicamente um Natal ruim.


Sucesso á todos os montadores de móveis do Brasil, em especial àqueles que já estão conosco.


Cláudio Perin




25 de setembro de 2014

Portal do Montador 2.0 Brasil finalmente no AR!

Montadores de Móveis cada vez mais em evidência, o que o POM tem feito pela profissão!

 Portal do Montador
Foram necessários 6 meses de trabalho duro, mas finalmente o POM 2.0 entrou no ar, e com o pé direito. Logo de início, o Portal eMóbile fez a cobertura jornalística do lançamento do site (www.portaldomontador.net), onde pude dar uma entrevista exclusiva para a jornalista Marina Capistrano, detalhando o projeto, tanto do ponto de vista técnico como em relação às expectativas dos efeitos deste lançamento.

De tudo o que já foi comentado, temos a certeza de que existem dois vencedores nesta história, o montador de móveis e o cliente que o contrata. Sabemos que apesar de todo o esforço e dedicação, não somos capazes de estar em contato com 100% dos montadores, sejam eles do POM ou não. Mas fazemos o possível para atender o telefone ou responder os e-mails no pouco tempo que dispomos.

É importante esclarecer que nunca recebemos recursos de montador algum até o presente momento. Pelo contrário, investimos por aqueles que não teriam como se alavancar. Respeitamos a individualidade de cada um, mas é importante lembrar que a união faz a força, além de que quem está sozinho sofre mais! Alguns montadores preferem trabalhar na individualidade e isto sempre acontecerá, mas a grande maioria apoia e se identifica com o POM, o que nos transmite energias positivas para continuar cada vez melhores.

O POM consegue  em primeiro lugar, colocar em evidência uma profissão digna e extremamente necessária que é a do montador de móveis. O que precisamos destacar é que um montador de móveis sozinho, jamais teria acesso a uma ferramenta tão poderosa como o POM 2.0 e talvez essa seja a graça de todo o negócio, nivelar os montadores pela CAPACIDADE de montar móveis e não pela habilidade de utilizar a internet, isto não interessa para o cliente que só quer o móvel bem montado. Tal habilidade não faz parte da profissão, então fazemos nós por vocês, montadores que desejam poupar este tipo de aprendizado para assim participar do mercado em IGUALDADE de condições com os demais montadores bem divulgados.

O mercado passa por um momento de dificuldade nas vendas, mas é apenas uma fase que não vai durar mais que o tempo necessário para o Brasil reencontrar o caminho do crescimento. Então, vamos aproveitar este momento precioso para que possamos nos organizar melhor, resolver pendências fundamentais em dias melhores que virão para a economia como um todo.

Infelizmente não conseguimos até o momento terminar o curso ao qual nos propusemos a desenvolver o material, porém não desistimos e o mesmo continua em andamento. Somos poucos e trabalhar por idealismo é bem mais difícil pois as noites são curtas por demais, sendo que durante o dia precisamos cuidar do sustento financeiro de nossa família, que não vem através do POM, mas poderia vir, porque é um trabalho de ALTA QUALIDADE colocado à disposição dos montadores que assim reconhecem. Precisamos entretanto, encontrar algum caminho para que possamos manter vivo o Portal do Montador e o patrocínio parece-me o melhor caminho neste momento.

O mundo dá muitas voltas e encontraremos sempre uma maneira melhor de contribuir ainda mais com a profissão de montador de móveis, profissão esta a qual já treinei muitos de vocês que hoje são excelentes profissionais (aprenderam comigo, rsrs!), nas diversas empresas pelas quais tive a honra de passar nesses vinte e poucos anos no segmento moveleiro.

Importante salientar que comemoramos em agosto deste ano o primeiro dia do montador de móveis no Brasil e sabemos que tudo tende a evoluir em 2015. Enfim agradecemos quem gosta do POM e respeitamos quem pensa diferente, pois cada um constrói seus próprios laços de afinidade, isto é uma característica natural do ser humano. Porém nunca poderão dizer que não temos trabalhado pela profissão ou até mesmo que o trabalho é de baixa qualidade, pois isso apenas o cliente do montador de móveis está apto a responder e ninguém mais...ele é quem contrata! Este cliente por sinal, vem confiando no POM cada vez mais.

Enfim, depois de meses sem tempo para um novo artigo, finalmente a sensação de dever cumprido chegou e aqui estamos. Portanto, mais uma vez agradecemos a todos os que nos respeitam e temos o ORGULHO de ver a vida de muitos montadores de móveis melhorar graças ao POM, seguiremos neste caminho.

Mais uma vez, sucesso a todos os que abraçaram esta profissão, sem distinção, pois pelo simples fato de serem montadores já possuem minha admiração e reconhecimento! Alguns sabem, pois já pegamos juntos o expresso leste (a linha da CPTM - Luz x Guaianases) no aperto das 18 horas...onde muitas conversas boas e ideia que hoje pratico fluíram ali, apesar do sufoco da superlotação.


Cláudio Perin

15 de julho de 2014

Instalações Comerciais: Especialistas são referenciais de montagem atendendo franquias e marcas renomadas

A montagem de instalações comerciais exige sacrifícios, responsabilidade, conhecimento técnico e versatilidade. É o mercado mais rentável e profissionalizado para o montador de móveis

Portal do Montador de Móveis
Montadores de móveis do Brasil, acabamos de entrar no segundo semestre do ano.

Historicamente agosto e setembro são os meses onde o comércio estuda as alterações de loja necessárias ou desejadas, é um momento importante para definir o formato que será utilizado no último trimestre do ano.

Particularmente em 2014, dada a retração econômica do primeiro semestre, podemos ter surpresas positivas e inesperadas de consumo, embora quem estuda o assunto venha dizendo que isto é pouco provável.

Na dúvida entre o melhor e o pior, o lojista sabe que apostar negativamente é quase desistir do jogo. O que garantimos é que o final de ano sempre tem a injeção de um maior volume financeiro no mercado e isto não pode ser negado.

Olhando a questão política, entendemos que haverá oferta de trabalho temporário forte em setembro e tal fato certamente provocará algum tipo de movimentação econômica. Neste sentido ganham as lojas que trabalham com um baixo ticket médio, valores de compra pequenos, o consumo certamente será forte.

Montar instalações comerciais é sempre um desafio para o profissional da montagem. São móveis dos mais variados estilos, alguns tampos e balcões curvos, outros retos. Muita presença de vidro, acrílico, ferragens diferenciadas, dispositivos especiais, cremalheiras, banners e adesivos de comunicação visual, enfim...não é papo para o montador de móveis convencionais ou modulados, é assunto para especialistas.

Mas justamente aí temos o grande entrave da situação, o mercado para os montadores de móveis que seguem este estilo, as instalações comerciais, continua extremamente carente de profissionais, visto que é obrigado a competir por profissionais com a montagem de móveis planejados residenciais, a única mão-de-obra semelhante.

Lembrando da classificação dos montadores de móveis aqui abordada por diversas vezes, falamos do mais alto nível da montagem, o montador marceneiro, mas eis que na maioria das vezes, este tipo de trabalhador é o próprio dono do negócio, trabalhando em sua própria empresa de montagem, com mais dois ou três ajudantes, sendo que no máximo um desses tem o nível de montador marceneiro.

Então meu amigo montador de móveis convencionais ou modulados, aqui reside uma oportunidade de ouro, trabalhar como ajudante deste montador de instalações comerciais.Alertamos que viverá 3 ou 4 meses de cão, porém, vai experimentar um crescimento profissional nunca sonhado.

Deixe o orgulho de lado, aceite receber ordens e ganhar por este período menos do que acredite merecer, mas por outro lado, perca o medo de uma tico-tico, plaina ou meia esquadrilha e aprenda a  acabar o produto final na visão de um marceneiro, corrigindo mínimos detalhes de acabamento.

Existem franquias precisando crescer que sofrem em demasia na busca de uma equipe de montagem que resolva seu problema de maneira eficiente. As marcenarias responsáveis por este tipo de mobiliário tentam caçar no laço esses bons profissionais e olha que estamos em um momento de retração econômica. Seria um mercado impossível em um momento de franco desenvolvimento, certamente estes montadores receberiam valores horários ainda melhores.

Grande parte das vezes, as franquias preferem que os montadores de suas instalações comerciais viagem pelo Brasil, pois com isso conseguirão garantir a qualidade do padrão estético das lojas. Vale lembrar que fica difícil aceitar este desafio, caso o profissional seja do tipo que não gosta de ficar ausente de casa, viagens podem ser necessárias sim.

Um outro ponto a ser destacado é que algumas marcas renomadas "grifes" trabalham com instalações comerciais que exigem materiais de alto padrão e inclusive o acompanhamento de seu arquiteto. Neste sentido, o montador de instalações comerciais precisa ser o tipo de indivíduo sempre disposto a ouvir e encarar com naturalidade a questão de receber ordens muitas vezes conflitantes com a montagem.

Diante do ocorrido, ao invés de reclamar, precisa agir com naturalidade e explicar ao arquiteto a inviabilidade técnica de alguns desejos e agir como um verdadeiro parceiro, cuja presença existe para trazer soluções de trabalho e não problemas de relacionamento, é preciso ser solícito.

Um outro ponto a se destacar é a questão do ferramental, trabalhando como ajudante, não tem com o que se preocupar, mas se você for o chefe esteja certo, vai precisar investir em ferramentas e equipamentos de segurança. Não dá para trabalhar de bermuda e chinelos, o próprio contrato de trabalho a ser assinado será claro quanto à isso. Alguns montadores fogem deste tipo de serviço por medo da burocracia, mas é mera formalidade para quem já trabalha direito.

Diante do que foi apresentado fica o grande desafio mais uma vez, convidamos os montadores de móveis convencionais e modulados a serem mais...observem o mercado e cresçam, a chance está aí..."procura-se", "vagas" e "ofertas de trabalho" para o montador de instalações comerciais (o montador marceneiro) a todo o tempo em jornais de classificados. Não é preciso correr atrás, basta se preparar e andar na frente.


Sucesso à todos!

25 de junho de 2014

Desmontagem e Remontagem de móveis em diferentes localidades através do POM

Desmontar e remontar móveis é uma prática cada vez mais utilizada no Portal do Montador

Portal do Montador de Móveis
Quanto mais conhecido, tanto mais nos surpreende o Portal do Montador. Falamos isso em virtude de diversas boas notícias que recebemos à cada novo dia desta jornada.

Hoje em especial queremos ressaltar a capacidade de cooperação que tem ocorrido entre alguns montadores de móveis que seguem conosco desde o início, nesta batalha pela boa montagem e pela satisfação do cliente.

Dentre diversas situações rotineiras, gostaríamos de citar aqui um exemplo ocorrido ontem com o Humberto Aquino. Tendo sido contratado de última hora na cidade de São Paulo para realizar a desmontagem de um apartamento em mudança para o interior do também estado de São Paulo, não poderia ausentar-se da cidade para a remontagem do mobiliário em virtude de outros compromissos de profissionais previamente assumidos.

Diante da impossibilidade de efetuar a remontagem no destino da mudança e precisando ajudar seu cliente da melhor maneira possível, não pensou duas vezes...Contactou um montador de móveis também do Portal do Montador, porém na cidade destino da mudança. 

Depois de acertar as condições do serviço com seu cliente, passou todas as informações necessárias ao montador do destino, explicando detalhes da desmontagem e demais informações necessárias para uma remontagem bem sucedida, inclusive as bases de negociação com seu cliente, que foi assim repassado ao montador destino da remontagem.

Isto demonstra o espírito de trabalho cooperativo que somente o Portal do Montador seria capaz de proporcionar, onde montadores autônomos interagem entre sim, diante de objetivos comuns, sendo eles o sucesso da profissão e a solução dos problemas de montagem de seus clientes.

Mas este não é um caso incomum ou um fato isolado, podemos citar um segundo comportamento também recorrente para alguns montadores. Acontece que empresas de mudança já vem se utilizando do Portal do Montador com o objetivo de acelerar o retorno de sua frota após a chegada ao destino.

Em virtude do espaço limitado da cabine dos caminhões que leva apenas 3 pessoas sendo um o motorista, algumas empresas já estão contactando montadores do POM nas cidades destino, sendo que com isso conseguem acelerar a remontagem dos móveis e desta maneira aumentam sua respectiva eficiência operacional pela antecipação do retorno.

Existe aqui entretanto um detalhe muito importante, aquele que indica a necessidade dos montadores de móveis estarem preparados e qualificados para que possam manter um padrão de qualidade constante e satisfatório nos serviços oferecidos.

Um segundo aspecto tão importante quanto o primeiro é a questão do preço justo, o montador de móveis precisa estar ciente de que uma discrepância grande nos preços praticados pode deixar um destes montadores, seja ele o da desmontagem ou o da remontagem, em situação delicada perante seu cliente.

O recado está dado, finalizamos assim com informações importantes e animadoras, agora é com vocês...Boas Desmontagens e  Remontagens de móveis!

10 de junho de 2014

Busca por serviços de montagem abaixo do esperado em maio de 2014

Montador de Móveis POM

A busca por serviços de montagem reflete o nível de demanda atual não só do segmento moveleiro, mas do mercado em geral.

Ao iniciar este post nossa ideia persiste em isolar fatores políticos dos indicadores que acompanhamos mensalmente, sejam eles os próprios do POM, de empresas do segmento moveleiro ou de informações econômicas gerais disponibilizadas na mídia sobre economia.

Sabemos que os fatos estão associados. Mesmo assim, tentaremos um enfoque que não siga pelo caminho da crítica política e sim pelo do planejamento e da ação.

Para os montadores, pedimos atenção e união pois acreditem ou não, os fabricantes estão conosco no mesmo barco, barco este que perdeu vento nas velas nos últimos 12 meses de maneira bastante sensível. Esperamos ainda que tal quadro se reverta, apesar de não existirem argumentos sólidos para este tipo de expectativa à curto prazo.

Podemos citar duas importantíssimas feiras do setor que foram canceladas, uma em agosto de 2013, a Brasil Móveis (antiga FENAVEM São Paulo - Anhembi) e outra agora em julho de 2014, a Movinter (Mirassol - SP). Não é apenas a Copa ou a eleição ou até mesmo o carnaval ocorrido em março que influenciam. Vivemos uma desaceleração do segmento que não se restringe ao moveleiro, falamos de uma desaceleração industrial no Brasil, aprofundada nos últimos 12 meses.

Tomando como base o mês de maio/14, como regra geral, ficou cerca de 12% abaixo do esperado em termos de consultas por montagens. Considerando que busca por montagem de móveis planejados se manteve aparentemente quase constante (deveria ter subido), podemos dizer que a de móveis convencionais teve uma queda mais significativa que os 12%, apesar da montagem de planejados em termos unitários ser bem menos expressiva.

Como um alento positivo, encontramos uma reduzida parcela empresários fabricantes de móveis que conseguiram manter (a duras penas) planos de investimento em andamento, mas isto não faz parte regra geral, que segue a desaceleração industrial. Até onde sabemos, não existem NOVOS planos de investimento no segmento, o que persiste é um clima de "aguardo cautela".

Então olhamos para o montador de móveis que aparentemente sente-se uma formiguinha dentro de um contexto tão abrangente, mas o que ele pode fazer isoladamente? Pode fazer muito!

Em um primeiro momento, entenda que teremos pela frente um ano difícil até outubro, mas preparem-se, vai existir positivamente uma bolha em novembro e dezembro, por pior que esteja a situação econômica. Se estamos certos no quadro que enxergamos, ela durará esses exatos 60 dias. Então o planejamento para este cenário precisa ser extremamente organizado.

Falamos de coisas simples, quem tem moto cuide dos pneus, da relação, mesmo que isso signifique sacrifícios. Quem tem carro a mesma coisa, só tem até meados de setembro para deixar no jeito, JULHO é hora de manutenção e preparação. Isso vale ainda para ferramentas, mochilas, etc. POR FAVOR, não deixem a organização para novembro, porque a colheita vai ser magra e rápida demais este ano, gastem o tempo disponível nesses dois meses apenas com montagens, evitem outros compromissos, planejem e preparem-se com antecedência.

No inverno historicamente vende-se menos, as pessoas saem menos de suas casas para comprar. Observando a desaceleração industrial, a Copa e as eleições somadas ao inverno, temos meses extremamente difíceis pela frente.

Para aqueles montadores que estão com um tempo ocioso maior, sugerimos que façam cursos rápidos de encanador ou eletricista básico, ficar no sofá só vai piorar as coisas. Aproveitem o período de férias escolares, muitas oportunidades de estudo aparecem, pois as escolas estarão com uma enorme disponibilidade de salas vazias.

Também é um momento propício para caprichar no site, fazer um cartão mais turbinado, distribuir panfletos na vizinhança ou achar qualquer forma de estar mais presente junto aos clientes já fidelizados. Aproveite para fazer uma visita para estes clientes, ver se precisam de alguma manutenção ou qualquer tipo de apoio.

O que podemos fazer do lado de cá é, além de torcer para o Brasil da "bola", é rezar pelo Brasil da "economia". Tivemos uma enorme chance de crescer no mercado mundial por cerca de 10 anos, mas infelizmente não fomos politicamente capazes de aproveitá-la tão bem como poderia ser, crescemos bem menos que outros países em mesmas condições quando comparado o PIB apresentado pelos países monitorados.

Por vezes torna-se difícil o compromisso com a verdade, pois exige escrever sobre assuntos contrários a nosso desejo. Enfim, somos engrenagens de um sistema bastante complexo, mas dentro de nossa função, o que resta é fazer um trabalho bem feito. O montador de móveis precisa continuar na mesma direção em que resolveu apostar, qualificação e profissionalismo. Dificuldades sempre existirão!

Em nossos próximos posts voltaremos a tratar, então, destes dois importantes temas e outros assuntos de conteúdo motivacionalmente positivo para nossa categoria.

8 de maio de 2014

Móveis Multifuncionais: Direcionando o Produto na indústria moveleira para o conceito dos espaços reduzidos

Os Móveis Multifuncionais SERIADOS são a solução viável aos pequenos apartamentos (por Adélia Covre)

Portal do Montador de Móveis
Utilizo hoje este espaço gentilmente cedido pelo Portal do Montador para falar de um assunto que vem me preocupando intensamente e ao qual tenho dedicado profundo estudo diário já há alguns meses.

O novo conceito de espaço em moradias de regiões metropolitanas, surgido poucos anos atrás no período pós crise imobiliária de 2008, mais especificamente em Nova York.

Lembro-me que em dois posts passados neste mesmo espaço, falei claramente sobre o conceito do Combo Bedroom (um quarto com diversas funcionalidades), onde procurei explicar sua proposta, sua aplicação e viabilidade, bem como a deficiência existente em nosso mercado no tocante a ferragens com preços acessíveis para viabilização do desenvolvimento deste tipo de mobiliário na indústria seriada.

Passados três meses da exposição de meus estudos e pesquisas, vejo que o mercado está clamando ainda mais fortemente por mudanças na linguagem do móvel. Vejo também que assim como eu, outros profissionais de visão, vem procurando chamar a atenção do empresariado do setor moveleiro, através de posts e até mesmo projetos de decoração de interiores, na tentativa de fazer despertar a todos os envolvidos o momento atual e a carência de produtos para este contexto.

Torna-se inconcebível fecharmos nossos olhos para o que vem acontecendo no setor da construção civil. Insisto nesse ponto, a linguagem do design do móvel e consequentemente da cadeia moveleira, necessita de mudanças emergenciais caso queira permanecer sadia no mercado.

Estamos diante de milhares de apartamentos e casas entregues pela construção civil nos últimos dois anos, onde não existe disponibilidade alguma de mobiliário seriado com funcionalidade ou design adequado para esse tipo de conceito de espaço altamente restritivo e limitado. Não é por falta de bons profissionais, falta produto e a marcenaria é a única solução.

Em meu ponto de vista, está faltando ousadia por parte da indústria moveleira bem como visão, pelo lado do fabricante de ferragens. Estamos diante de  um novo nicho  de enormes proporções, aberto diante dos olhos de todos, como uma mina de ouro descoberta à espera de seu explorador.

Minha pergunta é simples: Onde estão os marketeiros e designers que não direcionaram ainda a indústria moveleira para esse caminho?

É preciso sair da zona de conforto e OUSAR!!! Obviamente que é necessário deixar algo claro aqui....

A ÚNICA verdadeira e honesta solução para ambientação de espaços reduzidos passa OBRIGATORIAMENTE pela utilização do conceito de móveis multifuncionais, não adianta oferecer algo maquiado!

Toda funcionalidade de uma ambientação, inicia-se pela adequação do projeto do móvel. Logo, torna-se impossível  não pensarmos no real significado da funcionalidade do projeto que se resume em atender a todas as conformidades, não somente as exigidas por normas técnicas mas as necessidades de quem os utilizará.

É exatamente a este ponto que me refiro quando digo que a indústria anda na contra mão dos fatos, não estando focada no cliente de hoje, em suas novas necessidades e anseios no tocante  ao novo conceito de moradia disponibilizada pelo mercado da construção civil, falamos de SOLUÇÕES e esta palavra só existe porque foi gerada por outra, PROBLEMAS.

Segue outra frase de efeito:

O VALOR de um negócio está em oferecer SOLUÇÕES que atendam a NECESSIDADE dos CLIENTES. Não cabe virar as costas para ele oferecendo o que nos é mais cômodo.

Encerro este post fazendo um apelo aos que produzem ferragens e acessórios para o setor moveleiro, que é preciso atingir um público alvo que não é capaz de pagar o preço de produtos CONCEITO hoje disponíveis.

PARCERIA!!!

Através dela disponibilizaremos projetos de móveis multifuncionais para a indústria moveleira seriada. O RESULTADO virá da vontade em AJUDAR consumidores que precisam das já citadas SOLUÇÕES.

Antes de me despedir, preciso ressaltar no Portal eMobile a excelente prestação de serviço para o setor moveleiro (com a qual compactuo) sobre os Móveis Multifuncionais Seriados, feita por meu amigo particular de longa data.


Grata pelo espaço

Adélia Covre

6 de maio de 2014

Currículo: O Profissional de carteira assinada precisa valorizar seus diferenciais

O Montador de Móveis que deseja fazer o caminho inverso (voltar a ser funcionário) deve preparar seu currículo profissional de maneira atraente

Portal do Montador de Móveis
Não costuma ser um caminho habitual, mas alguns montadores de móveis após certo tempo na rua, vivendo como autônomos, resolvem reingressar no trabalho de carteira assinada.

Para estes que assim desejam, existem alguns procedimentos muito importante a serem observados. Inicialmente, talvez o fator mais importante seja a questão do horário de trabalho. Normalmente as lojas conseguem oferecer um conforto maior neste sentido, visto que não costumam existir jornadas de trabalho noturnas, como é o caso do montador autônomo, que comparece no horário que o cliente deseja.

Outro ponto de interesse é a possibilidade de tirar férias, coisa rara para quem faz o próprio sustento. Mas neste post indicamos algo relativamente bem mais importante que estes dois aspectos citados como atrativos profissionais, falamos do salário e de como ele será negociado.

Neste momento entra em cena algo fundamental. Obviamente que um montador exemplo, com 5 anos de experiência de montagem, provavelmente não aceitaria entrar como montador nível básico no salário inicial, mas para isso é necessário COMPROVAR sua experiência. Algumas lojas fazem o teste da montagem com ordens de serviço (fichas) do dia e depois ligam para o cliente ou mandam um supervisor avaliar o resultado, comprovação na prática.

Porém tudo poderia ser mais simples se o montador tivesse o hábito de fotografar os serviços chave (aqueles mais complicados) e guardar o telefone do cliente, que poderia (o que raramente acontece), ser inclusive consultado para comprovar a experiência deste profissional montador.

Então alguns devem estar se perguntando...Ah, mas currículo para montador de móveis não funciona! Aí é que os senhores se enganam MUITO e a situação é GRAVE. O pessoal do RH, assim como vocês,  sabe muito bem que o que vale é a prática, mas entre dois montadores habilidosos, podem apostar que aquele com um currículo bem elaborado tem 99,99% de chance de ser o escolhido.

Isto porque de certa forma entende-se que ele é melhor preparado no quesito escolar e isto conta  muito, pois teoricamente tal fato vai ajudar preencher as fichas já citadas com maior qualidade, pelo simples fato de entender-se que ele domina melhor a língua portuguesa.

Deixando-os convencidos destes argumentos poderosos chega a hora de elaborar o currículo, mas o que colocar?

Aqui está o grande segredo, precisa atender às necessidades do contratante e tudo conta pontos. Ter carteira de motorista é bom, deve ser informado. Domínio de informática é uma grande vantagem, pois algumas lojas podem mandar as Ordens de Serviço até por e-mail.

O montador precisa deixar bastante claro quais são seus pontos fortes tanto na montagem quanto na parte comportamental. As lojas gostam e valorizam que não pisa na bola na questão do horário, tem que ter confiabilidade.

Outro ponto importante e tão pouco explorado, o zelo pelo material e pelas ferramentas, isto pode ser valorizado em seu currículo, a loja gosta de montador cuidadoso. Continuando com os diferenciais, um montador que declara no currículo que não bebe e não tem vícios, pode ser favorecido em uma seleção de pessoal.

Outro ponto valorizado, o conhecimento da cidade e das imediações, isto facilita demais a distribuição do serviço. Pessoalmente já vi montador ser promovido para supervisor exatamente por conhecer a região e ser capaz distribuir o serviço da equipe de maneira lógica e eficiente, muitas vezes até melhor que o sistema (que muitas vezes não utiliza itinerários de metrô ou linhas de ônibus na montagem dos roteiros).

Durante nossa explanação neste post, o montador de móveis começa a perceber que é obvio que a loja precisa de quem saiba montar bem, mas isso é apenas o começo, alguns dos pontos levantados serão observados na seleção dos que passam para a fase de entrevistas ou nos diretamente escolhidos.

Durante a elaboração de seu currículo, pare para pensar, pois encontrará outros diferenciais além dos que citamos. Claro que nosso desejo é que o montador autônomo continue trilhando um caminho bem sucedido, mas para o caso da vontade ser contrária a isto, ficaram aqui boas dicas de um currículo atraente.

Sucesso a todos!

5 de maio de 2014

Móveis para Escritório (Corporativos): Detalhes de montagem que fazem a diferença!

Móveis Corporativos, os escritórios evoluem e assumem formas ousadas e dinâmicas em uma aposta nada convencional

Portal do Montador de Móveis
Quando falamos de Móveis Corporativos muitos não imaginam a proporção de informações existentes dentro deste tema, a primeira ideia que se apresenta são os móveis para o escritório tradicional, uma parcela importante deste tipo de mobiliário, mas não a única.

Abordando um pouco mais de perto o assunto, dentro dos móveis para escritório existem subclassificações quanto ao uso. Por exemplo os móveis específicos para Call Centers, as famosas ilhas de atendimento, que diferem bastante do escritório convencional inicialmente imaginado formado por armários, escrivaninhas, mesas, cadeiras, arquivos e módulos variados.

Seguindo dentro desta subdivisão, temos ainda móveis para refeitórios, para anfiteatros e áreas de convivência, móveis específicos para salas de treinamento e reuniões, somadas a estas temos ainda diversas outras aplicações executivas ou operacionais. Citamos também as divisórias para escritórios que fazem aqui parte dos móveis corporativos e adicionalmente as recepções, lugar de forte aposta dos decoradores e arquitetos, por ser um local sempre em destaque e evidência dentro da corporação, o famoso cartão de visitas do negócio.

Este tipo de mobiliário anos atrás extremamente sóbrio e conservador, vem ousando através de novas propostas arquitetônicas que trabalham novas cores, texturas e designs, apesar de manter o foco fundamental na ergonomia necessária ao exercício profissional objetivado. Dentro da área de escritórios voltados ao mercado de tecnologia e internet, temos visto até mesmo salas com painéis decorativos de heróis da Marvel por exemplo. Neste caso, o que vale é passar uma imagem de modernidade bem como fazer os usuários dos espaços sentirem-se mais integrados a eles.

O grande recado que desejamos passar aos montadores de móveis é que observem com mais carinho algumas imagens disponíveis aqui mesmo na internet que trazem estes espaços de trabalho por assim chamados, pois fica até complicado chamá-los de escritórios, dada a ousadia de alguns deles.

Torna-se importante para o montador de móveis que ele comece a observar estas nuances que tomam forma mais evidente a cada novo dia e que montar móveis corporativos já não é e nem será o mesmo "feijão com arroz" de anos atrás.

Preparem-se para novos encaixes, novas montagem e apreciem o aumento do alumínio, do vidro e muitos espelhos nestas composições. Somado a isso, outros materiais menos evidentes também começam a participar do conjunto da obra, couro, tecidos e afins. Novas tecnologias presentes em divisórias especiais de isolamento acústico e uma infinidade de novidades vem sendo alimentada neste mercado nos últimos anos.

Quem achava o gesso acartonado uma revolução, encontra-se hoje bastante defasado. Os escritórios modulam-se em paredes de drywall e divisórias que precisam ser dominadas pelo montador de móveis, existem buchas e parafusos especiais para este novo cenário de aplicação. Fixar um nicho em um local como o descrito, pode ser um desastre para o montador que chega com uma bucha convencional em mãos.

O montador de móveis precisa então observar que ao menos nos móveis corporativos, aquela ideia de montar apenas peças de mdf ou mdp, vem diminuindo à cada dia. Então é importante estar antenado, aprender a usar a Tec Bond, o Silicone, as massas de estucagem, a espátula e outros recursos que não fazem parte do mundo da montagem de móveis residenciais convencionais ou modulados. Está claro que montar móveis corporativos exige mais...alguns montadores simplesmente desistem de participar deste segmento (cujo retorno financeiro é maior, diga-se de passagem).

Apenas para recordar alguns conceitos já passados, classificamos os móveis em:
1) Móveis Convencionais (Individuais)
2) Móveis Modulados (componíveis)
3) Móveis Corporativos
4) Móveis Planejados
5) Instalações Comerciais

E os montadores de móveis em:
1) Montador de Móveis Convencionais
2) Montador de Móveis Modulados
3) Montador de Móveis Corporativos
4) Montador de Móveis Planejados
5) Montador Marceneiro (o top da montagem)

Repetimos aqui a classificação para deixar claro que quando falamos e móveis corporativos, não estamos ainda falando de instalações comerciais (pontos comerciais e lojas que envolvem instalação de fachadas e finalizações intensas no local). Embora para muitos este conceito não tenha uma divisão imediatamente tão clara quando observa-se o produto, acaba fazendo um maior sentido quando observa-se os diferenciais da montagem de ambos.

Evoluindo um pouco este conceito, os móveis corporativos não estão intensamente integrados ao ambiente como as instalações comerciais, que chegam a se confundir com a própria loja ou ponto comercial em si. As instalações comerciais podem ser vistas como um capítulo à parte dentro da montagem, na verdade mais próximas dos móveis planejados do que dos corporativos.

Não faz sentido falarmos sobre montadores de instalações comerciais, visto que participam desta montagem além de montadores de móveis, outros profissionais tais como vidraceiros, eletricistas, instaladores de totens e letreiros luminosos, decoradores e paisagistas, vitrinistas e complementarmente alguns outros profissionais nem citados, de acordo com a característica de cada tipo de instalação.

Estaremos assim tratando as instalações comerciais em um post exclusivo.


Sucesso à todos!